segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020


O Tribunal de Contas do Estado (TCE) identificou indícios de irregularidades na Câmara Municipal de São José de Ribamar, presidida pelo vereador Beto das Vilas. As descobertas estão sendo encaminhadas diretamente para uma investigação, no âmbito das polícias estadual e federal, sobre supostos desvios de verbas e malversação de recursos públicos.

As investigações constataram que apenas um odontólogo recebia R$ 71 mil na Casa. Auditores e policiais constataram que o prédio da Câmara Municipal não possui consultório odontológico e, no termo de referência da licitação, identificaram vícios.

Também foram identificados possíveis desvios em contrato de fornecimento de material gráfico, pois os valores estariam elevados levando em considerações outras Câmaras Municipais.

A Câmara Municipal de Ribamar recebe repasse mensal em torno de R$ 950 mil para a sua manutenção. Por ano, o total recebido na gestão de Beto das Vilas ultrapassa R$ 11 milhões, um valor que está sendo considerado excessivo pelos órgãos que investigam as denúncias.

0 comentários:

Postar um comentário