terça-feira, 25 de junho de 2019


Foi realizada no último dia 17, na sede das Promotorias de Justiça de São José de Ribamar, uma reunião com várias instituições para discutir os problemas enfrentados pela Escola Juvêncio Acto Nogueira, no bairro Tijupá Queimado. O Ministério Público tem recebido diversas reclamações, em especial sobre vandalismo, depredação e furto de merenda escolar.

Participaram da reunião as promotoras de justiça Bianka Sekeff Sallem Rocha (1ª Promotoria de Justiça Criminal de São José de Ribamar) e Patrícia Pereira Espínola (Educação); os secretários municipais Joana Marques (Educação), Hilário Ferreira Filho (Obras, Habitação, Serviços Públicos e Urbanismo) e Gonçalo Alves Sousa (Transporte Coletivo, Transporte e Defesa Social); o coronel da Polícia Militar Aritanã Lisboa (comandante da Área Metropolitana 2); e a representante dos pais de alunos, Dulcinéia Escórcio Cabral da Silva.

Os problemas vêm sendo apresentados ao Ministério Público desde 2017 e algumas intervenções já foram feitas na tentativa de solucioná-los.

Na reunião, a secretária Municipal de Educação se comprometeu a instalar, em uma semana, um sistema de vigilância eletrônica na escola. Até a regularização da situação, a Secretaria continuará repondo a merenda escolar diariamente, como forma de evitar os saques. O secretário Gonçalo Sousa explicou o funcionamento do sistema de monitoramento e informou que guardas municipais serão remanejados para reforçar a vigilância na Escola Juvêncio Acto Nogueira.

Também em uma semana a Secretaria de Obras, Habitação, Serviços Públicos e Urbanismo deverá realizar intervenções na área, garantindo a iluminação, limpeza e recuperação asfáltica. O coronel Aritanã Lisboa assegurou que a Polícia Militar disponibilizará uma viatura para intensificar rondas nas proximidades da escola.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração