quarta-feira, 19 de junho de 2019

A adolescente Raisse Lopes Ribeiro vivia nos últimos dias isolada e afastada da escola, diferente da menina de antes que era alegre e comunicativa. Na segunda feira, dia 17, cometeu o gesto extremo e tirou a própria vida tomando uma substância venenosa e deixou uma carta.

Branca, como era mais conhecida, tinha apenas 16 anos, mas alguns amigos já desconfiavam do seu estado de depressão, e estudava na U.I. Raimundo Reis Cavalcante, 2º anos do ensino médio, conforme informações do Blog do Francisco Vale. A adolescente foi morar em umas terras da família.

Familiares encontraram a menina em uma área rural da cidade de Santa Luzia, no Distrito de Ferro Velho, em estado de agonia depois que havia ingerido o veneno usado em vegetação conhecido por “Mata Tudo”. Ela deixou uma carta em que reclamava da vida e confessava a dificuldade em conviver com “alguém tão diferente de mim”. Branca não citou nomes.

“De Branca para quem quiser ler. Eu odeio minha vida, não tenho mais vontade de viver, mas para mim é muito difícil conviver com alguém tão diferente de mim”, publicou o Blog Francisco do Vale.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração