quarta-feira, 17 de outubro de 2018

“Justiça é o que defendemos!! Depois de mais de 15 anos, será julgado nesta quinta-feira, 18 de outubro, Mauricio da Mota Dutra (foto), conhecido como “Docó”, assassino confesso do ex- secretário de Cultura de Grajaú, José de Andrade Arruda Filho, crime ocorrido em 2003, lá mesmo na cidade de Grajaú, fato que chocou toda região.

Mauricio “Docó”, foi preso no Rio de Janeiro, 14 anos após o assassinato. Crime de repercussão em todo o Estado, o que familiares e amigos da vítima, esperamos, inclusive eu, que sou irmão, é justiça, que o tribunal do júri de Grajaú possa manter na cadeia com pena máxima o assassino confesso do cidadão José de Andrade Arruda Filho, não merecia tanta violência.

Confiamos no Ministério Público Estadual, na atuação da defesa e no corpo de jurados, esta condenação é coerente, justa e legal, para que outras pessoas de bem, não sejam vítimas da violência cruel e covarde.

O que pedimos é Justiça…não custa lembrar, Arruda Filho, foi assassinado dentro de casa, na presença da sua mãe e de parentes”.

Da família Arruda

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração