quarta-feira, 26 de setembro de 2018




A 1ª Vara de Santa Helena realizou duas sessões do Tribunal do Júri realizadas na última semana na comarca. Os réus foram Ronilson Lins, julgamento do dia 18, e José Fortino Soares, réu do Júri realizado dia 19. As sessões foram presididas pela juíza titular Cynara Elisa Gama Freire. Ronilson e José Fortino eram acusados de prática de crime de homicídio. O primeiro réu foi considerado culpado e recebeu a pena de seis anos de prisão, aa qual, feitas as devidas detrações, foi fixada definitivamente em dois anos e oito meses, a ser cumprida em regime aberto. Já o segundo réu foi absolvido pelo Conselho de Sentença.

Sobre o primeiro caso, foi apurado que em 10 de março de 2013, no Clube da Socorro, o acusado Ronilson teria entrado no salão de festa acompanhado de um homem identificado como José Francisco. Sem motivos aparentes e sem discussão, Ronilson, que era conhecido pelo apelido de ‘Roninho’, teria efetuado dois disparos contra a vítima Rubenilton Brito. Após investigações, levantou-se que o motivo teria sido vingança, pois a vítima era suspeita de ter matado o irmão de Ronilson.

Já a denúncia do segundo júri relata que o crime ocorreu em 3 de fevereiro de 2016, no Povoado de Queimadas, localidade rural de Santa Helena. Conforme o inquérito policial, na data referida um carro, que seria ocupado por José Fortino Soares, parou próximo a um comércio e anunciou um assalto.

Ainda conforme relata a denúncia, José Fortino, sem sair do carro, teria desferido tiros atingindo tórax, cabeça e rosto, causando a morte da vítima Aldemir Soares da Silva. O Conselho de Sentença não reconheceu José Fortino como sendo o autor dos disparos e decidiu por sua absolvição.

Além da juíza presidente dos júris, participaram das sessões o promotor de Justiça Francisco Antônio Oliveira e do defensor público Pablo Diorgenes Furtado.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog