quarta-feira, 2 de maio de 2018


No governo Temer, Brasil inteiro ganhou mais pobres. Números do Maranhão comprovadamente dizem respeito ao aumento da coleta, mostrando pobres antes não cadastrados.

O império midiático da oligarquia sarneyzista e seus satélites na Assembleia Legislativa estão comemorando um irreal aumento da pobreza no Maranhão para atacar o governador Flávio Dino. Mas se esquecem que, desde que o país passou a ser governado por Michel Temer – que tem como principal conselheiro José Sarney – a pobreza aumentou consecutivamente após uma década de redução.

Levantamento da LCA Consultores, a partir dos microdados da Pnad Contínua, divulgada pelo IBGE, mostra que o número de pessoas em situação de extrema pobreza no país passou de 13,34 milhões em 2016 para 14,83 milhões no ano passado, o que significa aumento de 11,2%.

No Maranhão, o aumento nos números se deu pela identificação no recadastramento do Programa Bolsa Família do Cadastro Único, que passou de 40% para quase 90% de famílias recadastradas. A identificação dessas pessoas que já estavam na extrema pobreza demonstra a seriedade das políticas públicas voltadas para o combate dessas mazelas. Afinal, só se combate a pobreza se ela for conhecida.

Já no Brasil, sob comando de Temer, a corrosão da renda do trabalho, formal e informal, ajudou a jogar na pobreza milhares de brasileiros. Com o resultado, o contingente de pessoas extremamente pobres representava 7,2% da população brasileira em 2017, acima dos 6,5% no ano anterior.

Mas isso os sarneyzistas escondem, já que eles têm o presidente Michel Temer como o maior aliado no país. E nada falam em relação ao aumento da pobreza consecutivamente identificado durante o atual governo federal. Em vez disso, eles fazem parecer que o Maranhão é um estado à parte do Brasil, e não sofre com a instabilidade política e econômica que corrói o presidente Michel Temer.

Se continuar a ouvir os conselhos de Sarney, Temer acabará o governo com o Brasil entre os países mais pobres do mundo. Igual o oligarca fez com o Maranhão após seus 50 anos de poder no estado.

Blog do Clodoaldo

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog