quinta-feira, 10 de maio de 2018

Após denúncia, uma pesquisa sobre as eleições gerais no Maranhão com fortes indícios de fraude foi abruptamente cancelada. No entanto, nesta terça-feira (8), a empresa responsável pelo levantamento, a MBO Publicidade, Marketing e Pesquisa voltou atrás e registrou novamente o estudo.

O problema é que, além de não rever boa parte dos equívocos inicialmente encontrados, o levantamento apareceu no site do TSE com novas e grotescas irregularidades.


Os números não batem


Segundo o primeiro registro no TSE, do dia 6 de maio, a pesquisa teria ouvido 10.993 entrevistados. Subitamente, a mesma pesquisa, agora com registro do dia 8 de maio, aponta que entrevistou a espantosa marca de 109.730 pessoas.

Além disso, após o novo registro, estranhamente a pesquisa foi anexada com alterações no questionário inicialmente cadastrado no TSE. Mas como o texto do questionário aplicado foi modificado se a pesquisa foi realizada entre os dias 26 de março e 4 de maio de 2018?

Via Cloaldo Correa

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog