terça-feira, 16 de janeiro de 2018

O objetivo é investir na capacitação dos profissionais que atuam na rede municipal de ensino. A ação será realizada pelo Sebrae em parceria com a prefeitura municipal de Bequimão.


Ao centro, diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, ao lado do prefeito de Bequimão, Zé Martins, juntamente com suas equipes técnicas, alinham detalhes da capacitação voltada ao incentivo de políticas públicas no município.

Em busca de garantir qualidade na alimentação oferecida aos alunos das escolas municipais de Bequimão, o Sebrae Maranhão em parceria com a prefeitura, irá capacitar as merendeiras que produzem as refeições nas 39 escolas do município (zona urbana e rural), por meio do curso de Boas Práticas em Manipulação de Alimentos. 

Para alinhar detalhes da capacitação, o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, acompanhando da equipe técnica da unidade regional do Sebrae em Pinheiro, foi recebido no último dia 08, pelo prefeito de Bequimão, Zé Martins e secretariado do município. 

A iniciativa do Sebrae, proposta e aceita pela prefeitura de Bequimão, surgiu da necessidade apresentada pela prefeitura, sensibilizada com questões de biossegurança. Nesse sentido, o curso visa qualificar a mão de obra das merendeiras do município, a partir da manipulação dos alimentos extraídos da produção local, por meio do aproveitamento das frutas nativas da cidade.

O objetivo é fomentar práticas alimentares sustentáveis no município, além de incentivar o consumo da matéria-prima da cidade, através da utilização do material frutífero e orgânico oriundos de produtores rurais de Bequimão.

Para o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, a importância desse tipo de capacitação vai além do fomento educacional, uma vez que, proporciona impacto na área social, no quesito da qualidade de vida dos estudantes e na área econômica do município, no que diz respeito ao aquecimento do comércio agrícola local.

“O propósito do Sebrae é unificar as cadeias que movimentam o município de Bequimão, pois a partir do momento que inicia um projeto dessa natureza, dinamiza todo um conjunto de ações para beneficiar a merendeira, capacitando-a, o aluno, no consumo de uma refeição saudável e o produtor rural, quando há compra dos alimentos dele pela prefeitura. Ou seja, a instituição age com uma complexidade empreendedora interessante e assim contribui para as políticas públicas da região, que é a mais beneficiada’’, afirma o superintendente.

Segundo o prefeito de Bequimão, Zé Martins, a capacitação irá atender a demanda da secretaria municipal de educação, que está preocupada em atender com zelo e qualidade os alunos das escolas municipais. “É um compromisso desta gestão, valorizar o servidor público para melhor atender aos cidadãos e essa capacitação é mais uma demonstração de nosso compromisso com o desenvolvimento do município de Bequimão”, enfatizou Martins.

O curso 

O curso terá carga horária de 90 horas-aulas e visa transmitir os conceitos das boas práticas de manipulação, processamento e os padrões de procedimentos operacionais de sanitização, para a melhoria da qualidade dos alimentos processados e manipulados. O início do treinamento ainda será divulgado e abrangerá as 39 escolas da rede municipal de ensino, na zona urbana e rural de Bequimão.

Serão abordados conceitos da boa prática de manipulação de alimentos, do nível básico até os conhecimentos técnicos de culinária. Higiene pessoal, ambiente, armazenamento, conservação dos alimentos e ferramentas propícias para a realização de alimentação saudável e orgânica. 

Aprendizado

Segundo o nutricionista da prefeitura, Eduardo Almeida, é muito importante o cuidado com a merenda escolar, sendo este um importante fator no processo de aprendizagem dos alunos. “A alimentação balanceada constitui um dos alicerces do processo de aprendizagem, nela estão contidos todos os subsídios nutricionais que possibilitarão melhor rendimento do aluno na sala de aula”, ressaltou Almeida.

Para a coordenadora do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do município, Graça Ribeiro, a expectativa é grande em receber a qualificação logo no começo do ano letivo. “Trabalhar com alimentação requer muito cuidado com a segurança alimentar e quanto mais capacitados, melhor iremos direcionar as atividades desse ano. Enquanto coordenadora estou animada com a abertura deste curso’’, afirmou Ribeiro.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog