terça-feira, 14 de fevereiro de 2017
Imagem de satélite do Maranhão nesta terça-feira (Foto: Climatempo)

Só em São Luís, choveu 35 mm nas últimas 24 horas; previsão é de mais precipitações ao longo de todo o dia de hoje, no Maranhão

As áreas de instabilidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) provocaram, ontem (13), muita chuva no litoral do Maranhão. Entre 2h e 14h choveu 147 mm, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Hoje (14), a umidade segue bastante elevada no Maranhão e, junto com o tempo abafado, as nuvens seguem se formando em todo o estado.


Por conta da chuva de ontem, São Luís teve a tarde mais fresca do ano, até agora. O tempo muito instável impediu a elevação da temperatura. Na capital maranhense, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura máxima foi de 26,1°C e o volume alcançado foi de quase 40 mm.


Várias localidades do interior maranhense registraram grandes volumes nestes últimos dias. Conforme o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o município de Pindaré-Mirim já registrou em torno de 135 mm entre o meio-dia de ontem até às 2h de hoje. Em Presidente Dutra, o Cemaden registrou 66 mm entre às 22h30 da segunda-feira até à meia-noite. Já em Turiaçu, o INMET registrou 83 mm, entre às 9h da segunda-feira até 1h desta terça-feira.


E ao longo do dia de hoje, o tempo vai permanecer instável em grande parte do estado, e o risco ainda é de chuva volumosa, inclusive na capital. Nos próximos dias, principalmente o norte do estado vai seguir com tempo bastante instável e o alerta para chuva forte e volumosa persiste. A partir de quinta-feira (16), a frequência da chuva diminui pelo interior do Nordeste, com o avanço de uma nova massa seca. Ainda vão ocorrer pancadas de chuva, resultado do calor, mas os volumes não serão tão elevados como neste início de semana.


O ESTADOMA.COM

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog