terça-feira, 30 de abril de 2019



Os presidentes da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Erlanio Xavier; e da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão, Edilson Baldez, assinaram nesta segunda-feira (29) um convênio com objetivo de assistir às populações desabrigadas pelas enchentes. A campanha é uma iniciativa do senador Weverton (PDT), que esteve presente na solenidade, e conta com apoio do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Maranhão, Sinduscon.

O evento aconteceu no auditório Cássio Reis, na Fiema e reuniu prefeitos dos municípios de Igarapé Grande, Carutapera, Nina Rodrigues, São José de Ribamar, Alto Alegre do Maranhão, Santa Helena, Morros, Porção de Pedras, Boa Vista do Gurupi, Araioses, Cururupu, Lagoa Grande do Maranhão, Cajari, e representantes de Conceição do Lago-Açu, Turilândia e Alto Alegre do Pindaré.

Mais de 6 mil famílias estão desabrigadas no Maranhão em consequência das enchentes provocadas pelas chuvas intensas que continuam afetando populações em todo estado. Segundo informações da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, 25 municípios decretaram situação de emergência.

A campanha será coordenada pela Famem e a diretoria executiva da Fiema. No primeiro momento consistirá na arrecadação de cestas básicas e mantimentos para serem distribuídos para famílias desabrigadas pelas enchentes. O presidente da Famem informou durante a solenidade que mais de 4 mil cestas já foram arrecadadas pela entidade.

“Tenho certeza que a sociedade maranhense vai aderir a esta campanha. Sabemos que junto com as chuvas vêm doenças. Esse é o momento de darmos as mãos para atender àqueles mais necessitados”, enfatizou o presidente Erlanio.


A Famem fazendo o monitoramento dos municípios afetados pelas enchentes desde o mês de fevereiro. Além das orientações no campo jurídico, a federação tem acompanhado os prefeitos em suas demandas mais urgentes. “Estivemos em Brasília enfatizando esta situação para a bancada federal do Maranhão e temos tido retorno”, afirmou o presidente da Famem.

O assunto foi tema de reunião realizada no início da semana passada entre os presidentes das duas federações e o senador Weverton, na Casa da Indústria, em São Luís. Durante a solenidade de formalização da parceria, o senador Weverton enfatizou sobre o momento de dificuldade pelo qual atravessa o país. “Essa é uma questão humanitária. As famílias desabrigadas merecem nossa atenção e merecem o acalanto da sociedade para que tenham força de recomeçarem a vida. A Famem está sendo bastante criteriosa e deve levar em consideração os municípios de menores IDHM”, disse o senador.

Para o presidente da Fiema, Edilson Baldez, a contribuição da classe empresarial neste momento em que às populações necessitam de apoio de todas as categorias da sociedade é uma demonstração do compromisso com o desenvolvimento do estado. “Nos sentimos orgulhosos em atender àqueles que mais precisam no estado. A provocação do senador Weverton foi uma maneira de demonstrar na prática como devem acontecer as coisas, uma sintonia entre os agentes públicos e o setor privado”, afirmou Baldez.


“Toda ajuda é muito bem-vinda para enfrentarmos os problemas causados pelas fortes chuvas dos últimos meses. Ontem (29), em São Luís, acompanhei a assinatura do termo de cooperação entre a famem, o fiema e o sinduscom – MA, com apoio do Senador Weverton, que vai beneficiar os municípios que tiveram situação de emergência reconhecida pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil. Juntos, vamos continuar garantindo auxílio às famílias que tanto precisam”. Disse o prefeito Zezildo Almeida de Santa Helena em sua rede social.

Pelo convênio celebrado, três unidades móveis da saúde a Fiema darão atendimento às populações desabrigadas. As carretas possuem equipamentos que permitem realizar exames médicos mais complexos e atendimento básico em ambiente preparado, com tranquilidade e conforto. Devem percorrer as regiões mais afetadas pelas enchentes e que concentram o maior número de desabrigados para dar assistência e disponibilizar serviços básicos de saúde, como medição de pressão artérial, vacinações contra doenças transmitidas pela arboviroses, que incluem o vírus da dengue, zika vírus, febre chikungunya e febre amarela, dentre outros.

Via Vandoval Rodrigues

Operário ficou preso pelo cinto, sem a escada 

Quem testemunhou a cena não segurou o riso, mas não é para rir. A situação foi patética e lamentável, expondo um trabalhador a risco até mesmo de morte. A cena foi relatada na página no Facebook do repórter Carlos Baía, de Barcarena. O fato ocorreu na rua Gabriel Furtado, bairro Comercial, naquela cidade. 

Era por volta das 15 horas da tarde desta segunda-feira (29), quando um trabalhador a serviço da Celpa subiu no poste para efetuar o corte de energia elétrica. A surpresa veio na reação do consumidor, que até então estava dentro da casa.

Quando viu que o operário estava no alto do poste, o consumidor saiu da residência e, furioso, puxou a escada, retirando-a do local, para em seguida atirá-la ao chão, próximo ao veículo da Celpa. Afirmou que a energia da casa não poderia ser cortada pois estaria ele em dia com o pagamento.

Um colega de trabalho do operário ficou apenas olhando, sem nada poder fazer para ajudar o companheiro a descer. "O consumidor estava revoltado, mas nada justifica o ato de colocar em risco a segurança e a vida de terceiros", comenta Carlos Baía.


"O consumidor usou a forma incorreta de reclamar seus direitos, pois poderia causar a morte de um pai de família, que ali cumpria apenas ordens superiores. Se este cidadão cai, bate a cabeça e falece? Se cai e fica com problemas físicos ou mentais? Se este é eletrocutado durante a ação revoltosa do consumidor?", acrescenta o repórter.


O funcionário da Celpa registrou um boletim de ocorrência. Segundo o BO, o operário sofreu um corte na mão, durante a ação de retirada da escada pelo consumidor.

Via Ver o Fato



O prefeito Sissi Viana visitou na tarde deste sábado (27), as obras de construção da escola Municipal José Teixeira da Cruz, localizada no Bairro de Fátima. Os serviços estão em ritmo acelerado, com previsão de serem concluídos até o fim do primeiro semestre.

Na visita técnica o prefeito estava acompanhado do secretário de Obras, Claudemir Sertão e do Chefe de Gabinete Thiago Mota .


A escola terá quatro salas de aula, biblioteca, sala de reunião, sala da Diretoria, além de lanchonete para servir merenda escolar. “Vim, junto com minha equipe, ver de perto o andamento dos trabalhos, a fim de assegurar o padrão de qualidade que estabelecemos para a construção da escola”, explicou o prefeito Sissi Viana.

A escola terá capacidade para atender 150 alunos da educação infantil. Vale destacar, que a escola será totalmente climatizada.


O prefeito do município de Palmeirândia, Jorge Luis Santos Garcia (PP), por muito pouco não agrediu fisicamente um servidor da prefeitura.

Um vídeo (confira acima) no qual o Blog teve acesso mostra o gestor aos gritos contra o funcionário público. O fato aconteceu nesta segunda-feira (30) na garagem da prefeitura, localizada no Centro do município.

Nas imagens é possível comprovar o prefeito Garcia com dedo em riste numa atitude humilhante contra o servidor que ainda não teve o nome identificado.

“É a porra do voto que tu tá dizendo né, é a porra do voto, ora porra, eu já te ajudei e dor de barriga não dar só uma vez e eu já te ajudei”,(sic) diz o gestor.

O servidor retruca: “Aonde?!”.

Instante que Jorge Garcia enfurecido dispara: “Acabou a história, porra, pra gente não partir para a ignorância”(sic).

Em seguida, o prefeito completa: “Eu não vou te pedir voto cacete”(sic), completa o político.



A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da Superintendência Estadual de Homicídios, Delegacias Regionais de Caxias e Timon, com apoio da Polícia Militar e Centro Tático Aéreo, deflagrou a “Operação Balaiada”, na manhã desta terça-feira, (30), e prendeu cinco policiais militares e dois moradores da cidade de Aldeias Altas.

Os mandados de prisão temporária e busca e apreensão, expedidos pela Primeira Vara da Comarca de São Luís, foram cumpridos nas cidades de Caxias e Aldeias Altas.

Os PMs presos são apontados como integrantes de um grupo organizado que cometia homicídios e outros delitos penais na região de Caxias e Aldeias Altas.

As investigações seguem na Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa




A Polícia Militar do Maranhão prendeu nesse domingo (28), Leonardo Costa Teixeira de 33 anos, por manter a esposa e os filhos em cárcere privado no bairro Mata da Itapera, na zona rural de São Luís. A prisão foi feita após uma denúncia anônima.


O homem estava mantendo a esposa e seus filhos por alguns dias na residência onde o casal vivia. Ao chegar ao local e constatar o cárcere, os policiais entraram em negociação com o homem que se negou a liberar os reféns.

De acordo com a PM, após a esposa ter começado a gritar por socorro os policiais decidiram invadir o local. Leonardo resistiu a prisão, mas conseguiu ser imobilizado pelos policiais. Em seguida, ele foi encaminhado à Delegacia Especial da Mulher, no bairro do Jaracati em São Luís


Um motorista de aplicativo, que não teve a sua identidade revelada, foi assaltado e estuprado após ter uma corrida solicitada no domingo (28) por passageiros que estavam o aguardando no bairro Alto do Calhau, em São Luís.

Em depoimento à polícia, o condutor do veículo de aplicativo afirma que ao chegar no local solicitado, três homens, que ainda não tiveram as suas identidades reconhecidas, anunciaram o assalto.

Ainda de acordo com a polícia, os criminosos renderam a vítima e em seguida amarraram e o violentaram. Após o abuso sexual, os três bandidos levaram os pertences pessoais do motorista, deixando o veículo com a vítima no local. A polícia investiga o caso e até o momento ninguém foi preso.


Depois de emitir uma nota oficial, o deputado estadual Duarte Jr. (PCdoB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (29), para um tímido pedido de desculpas após sugerir à plateia que o assistia numa palestra no fim de semana que não lesse mais blogs (saiba mais).


“Não ataquei de maneira alguma a imprensa”, declarou o parlamentar. “Até porque é bom destacar que os blogs de política aos quais me referi não representam a totalidade da imprensa local”, arrematou.

Segundo ele, o alvo eram apenas os que se desviam “da forma correta de informar”.

“Minha reflexão foi clara: direcionei-me aos que agem desviando-se da forma correta de informar, de empoderar, e aos que diariamente dedicam o seu tempo a distorcer ações quando não simplesmente divulgam o que realmente tem que ser informado ao povo, à população”, completou, sem citar, contudo, quem seriam os que “agem desviando-se da forma correta de informar”.

Ao fim do discurso, Duarte pediu desculpas “aos bons profissionais” que porventura tenham sido atingidos por suas declarações.

“Reservo minhas desculpas sinceras, uma vez que minha fala não foi direcionada a eles”, finalizou.

Gilberto Leda

Amigos de Caroline Bittencourt confirmaram que o corpo da modelo foi encontrado na tarde desta segunda-feira (29). Carol sumiu ao cair no mar em Ilhabela, São Paulo, durante uma forte ventania no litoral paulista no último domingo, na companhia do marido Jorge Sestini. A modelo morreu aos 37 anos e deixa uma filha, Isabelle Bittencourt, de 17 anos.

“Minha amiga partiu. Estou sem chão”, disse uma amiga da modelo, que prefere não se identificar.

Segundo amigos, Caroline caiu no mar ao tentar segurar as cachorras de estimação que também curtiam o passeio de lancha. O vento passou de 100 km/h e os animais caíram no mar, a modelo tentou ajudar os pets mas não voltou para a embarcação. A última publicação de Carol no Instagram tinha dois mil comentários quando as primeiras informações foram divulgadas, até o momento a postagem já passa de mais de oito mil.


Carol abriria desfile na quinta-feira

A última vez que a modelo visualizou o WhatsApp foi às 17h12 do último domingo. E tem um desfile agendado para esta quinta-feira para a marca La Belle Bandage. Para as fotos da campanha, Carol, como era chamada nas redes sociais, posou com um vestido preto com detalhes em branco em Cusco, no Peru.

Vida pessoal

Com 1,77m, Carol era modelo e já trabalhou como repórter do programa “Top Report”na Rede TV!, e no “Hoje em dia” da Record. Caroline namorou por 5 anos o empresário e apresentador Álvaro Garnero. A relação chegou ao fim em outubro de 2009, após ele mudar a data do casamento três vezes.

Com mais de 400 mil seguidores no Instagram, Caroline começou a carreira como modelo aos 17 anos. Seu nome ficou no meio de uma polêmica ao ser expulsa do casamento de Daniella Cicarelli e Ronaldo, no Castelo de Chantilly, em Paris. Apesar do ocorrido, a repercussão do caso fez o cachê da modelo, então com 23 anos, pular de R$ 1 mil para R$ 15 mil.


“Ela me viu, saiu correndo na minha direção e me expulsou. Me senti muito humilhada e saí da festa”, contou Caroline em 2005 sobre o caso.

Na ocasião, Caroline namorava Álvaro Garnero, mas entrou na festa acompanhada de Flávio Briatore, da Fórmula 1.


“Ouvi dizer que ele é amigo da pessoa que administra o castelo e entrou pela casa dele”, explicou Daniella Cicarelli em entrevista no “Domingão do Faustão”. Foram os seguranças que alertaram Daniella e Ronaldo dos penetras. “Entraram pessoas por outra porta e quando seus convidados chegarem eles não poderão entrar”,teriam dito os seguranças ao casal. Esse teria sido o motivo da expulsão, segundo Daniella, e não o fato de Caroline ter sido namorada de um ex da apresentadora, como foi apontado pela imprensa na ocasião.
segunda-feira, 29 de abril de 2019


A Polícia Militar prendeu na manhã desta segunda-feira (29) as irmãs Tainar dos Santos e Tainara dos Santos, suspeitas de terem matado a golpes de faca a jovem Kelrry Daiana Mouzinho no dia 9 de abril em Matinha, a 222 km de São Luís.

A polícia encontrou as duas escondidas na cidade de Rosário, em um local chamado 'Beco do Ribeira'. Após a prisão, ambas foram levadas à Delegacia Regional de Rosário.

Kelrry Mouzinho, de 25 anos, foi morta a golpes de faca em Matinha (MA) — Foto: Arquivo pessoal/Reprodução

O crime

De acordo com o delegado David Noleto, durante uma festa em um povoado de Matinha, Kelrry Mouzinho, de 25 anos, teria se envolvido em uma discussão com as irmãs Tainar dos Santos e Tainara dos Santos. Logo depois, elas trocaram ofensas por meio de uma rede social.

Ainda segundo a polícia, Tainar e Tainara chegaram armadas na casa de Kelrry e a mataram por aproximadamente, seis golpes de faca. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Após prestarem depoimento, as duas suspeitas foram liberadas para responder em liberdade porque já havia passado o prazo do flagrante do crime. No entanto, as duas foram presas nesta segunda (29) após uma decisão da Justiça.

G1 MA



A situação de abandono no município de Carutapera está cada vez pior, como se não bastasse o descaso na cidade, na zona rural tudo está bem pior. No vídeo abaixo, moradores que temendo ficar isolados, fazem manualmente, a manutenção da estrada vicinal que da acesso aos povoados de Arapiranga, Timbotiua e Maracacoeira em Carutapera. 

Lembrando que já nesse governo, o município recebeu um convênio federal para a manutenção dessa estrada e mais, a prefeitura detém de todo o maquinário necessário para a constante manutenção dessas vicinais. Carutapera segue em tempo de regresso, onde nem o direito básico e essencial, de ir e vir, está sendo respeitado!

Alô Ministério Público e vereadores, vamos fiscalizar, dinheiro público é da conta de todos.

Veja o vídeo abaixo:
Tocador de vídeo
00:00
00:51


CNM divulga valores do último decêndio do FPM de abril; confira



O último repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao 3º decêndio de abril será no valor de R$ 2,4 bilhões. O repasse, que já leva em consideração o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), estará disponível na conta dos Municípios nesta terça-feira, 30 de abril. O valor, sem o desconto do Fundeb, atingiu a casa dos R$ 3 bi.

Segundo a área de Estudos Técnicos da Confederação Nacional de Municípios (CNM), para o último decêndio, a base de cálculo é dos dias 11 a 20 do mês corrente. Esse decêndio geralmente representa em torno do 30% do valor esperado para o mês inteiro.

Dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) apontam que esse decêndio ao ser comparado com mesmo do ano anterior, apresentou queda de 0,29% em termos nominais (valores sem considerar os efeitos da inflação). O acumulado do mês, em relação ao mesmo período do ano anterior, teve crescimento de 5,48%. Agora, quando o valor do repasse é deflacionado, levando-se em conta a inflação do período, comparado ao mesmo período do ano anterior, a queda é de 4,44%. Assim, o mês fechou em crescimento de 1,09%, comparado ao mesmo período de 2018, quando corrigido pela inflação do período.


Há um desespero neste momento na cidade de Grajaú nesta data de (29) de abril de 2019, dia em que a cidade está de festa comemorando seus 208 anos de idade, tem uma família desesperada e um pai na delegacia registrando BO (Boletim de Ocorrência). A menina Pâmela Sousa da Silva de (08) anos, moradora do Conjunto habitacional Mirante do Falcão, acaba de ser raptada por um individuo de cor branca estatura alta, magro e com tatuagem no braço.

Segundo as primeiras informações a menina foi colocada dentro de carro Montana de cor branca, não conseguiram características da placa do carro. No momento uma família em desespero e um alerta geral para a região. Aguardem mais informações.



O juiz Marcelo Farias (1ª Vara de Lago da Pedra), condenou o prefeito de Lago do Junco (termo judiciário), Osmar Fonseca dos Santos, pela prática de atos previstos na Lei de Improbidade Administrativa (nº 8.429/92), no julgamento de Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual. Da sentença do juiz cabe apelação ao Tribunal de Justiça do Maranhão.

O prefeito foi penalizado com a perda do cargo; suspensão dos direitos políticos por cinco anos; pagamento de multa civil de 100 vezes o valor da sua remuneração e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, por três anos.

O gestor foi acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de deixar de atender, “de forma deliberada”, diversos pedidos de informações em 11 processos administrativos que apuraram supostas irregularidades na aplicação de verbas públicas, o que representa “omissão ao dever legal de prestar informações e afronta aos princípios da publicidade e moralidade associados à gestão pública”.

No decorrer do inquérito civil, o MPE requisitou as informações ao gestor em janeiro e fevereiro de 2017, entrou com a ação em março do mesmo ano e ele foi citado pessoalmente no mês seguinte. Mas somente depois da audiência de instrução, em 28.11.2017, após nova requisição, é que juntou aos autos os extratos bancários.

Perícia – A pedido do MPE, foi determinada uma perícia sobre movimentações financeiras, pelo Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil do Estado do Maranhão, e requisitados dados bancários do período de 1º.01 a 31.12.2016 ao Banco Central. O laudo pericial apontou operações bancárias suspeitas que totalizam R$ 4.814.487,16 na movimentação financeira do Município de Lago do Junco, no exercício de 2016.


Nas contas do FUNDEB foram feitas transferências de R$ 2.669.700,00 para outra conta do Município de Lago do Junco, valor que corresponde a 21,74 % de toda a verba do fundo recebida no ano. De acordo com a sentença, tais transferências ocorreram em desrespeito ao artigo 2º, § 1º do Decreto nº 7.507/2011, que dispõe sobre a movimentação de recursos federais transferidos a Estados, Distrito Federal e Municípios.

Do Fundo Municipal de Saúde foram realizadas transferências no total de R$ 884.536,51 para outras contas de Lago do Junco. Já do Fundo Municipal de Assistência Social as transferências foram no valor de R$ 132.120,55 para outras contas do município.

A empresa “W L Empreendimentos e Locações” teria recebido R$ 1.078.486,35 durante o ano de 2016, da conta do FUNDEB do Município de Lago do Junco, sem contrato correspondente, em ano eleitoral. As empresas “M. F. Sales Macedo – ME” e “M. A. S. de Sousa” teriam recebido, do Fundo de Assistência Social do Município, o valor de R$ 49.643,75.

Sonegação – O juiz Marcelo Farias esclareceu que o processo não trata do crime de lavagem de dinheiro e não elucida a trilha percorrida pelas transferências de valores. Informou que os autos versam somente sobre a sonegação de informações bancárias pelo Prefeito do Lago do Junco. Como os peritos não concluíram acerca do destino final dos valores, o juiz deixou de condenar o gestor ao ressarcimento integral do dano.

Marcelo Farias assegurou não haver dúvida de que o réu infringiu as normas que o obrigavam, na qualidade de administrador da coisa pública, a prestar contas “no tempo, modo e formas exigidos em lei”, o que causou embaraços na investigação ministerial.

“… A conclusão evidente é que o réu praticou atos de improbidade administrativa que se subsumem-se aos tipos do artigo 11, incisos II e IV da Lei Federal nº 8.429/92, quais sejam, atos que atentam contra princípios da Administração Pública (Moralidade e Publicidade) por retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício e negar publicidade aos atos oficiais”, ressaltou o magistrado.

Defesa – A defesa argumentou que dos 11 procedimentos listados denúncia, dez se referem a “prestações de contas de repasses e convênios de responsabilidade do ex-prefeito municipal Haroldo Leda. Sustentou que os ofícios não teriam sido recebidos pessoalmente pelo prefeito e que não houve omissão, mas simples atrasos na prestação das informações.

No entanto, relata os autos, quando ouvido em audiência, o prefeito confessou que teve ciência dos ofícios ministeriais e que os recebia em papel e pelo e-mail pessoal. Em depoimento, a irmã do acusado – que recebia os ofícios – afirmou na Justiça que depois de receber os documentos comunicava ao prefeito.

O réu juntou aos autos cópias dos extratos do FUNDEB (Fundo Municipal de Saúde e do Fundo de Assistência Social) do exercício de 2016, mas não juntou cópia de petição que comprovaria ter enviado a tempo esses documentos à Promotoria, como disse na audiência.



Um empresário identificado como Reginaldo passou o maior susto de sua vida neste domingo (28). Ele foi abordado por um bando de bandidos em sua residência em Maracaçumé. Os bandidos não pouparam nem seu filho pequeno que também foi levado. Os bandidos fugiram levando as vítimas na Hilux do próprio empresário em direção ao estado do Pará.

Certa altura da viagem uma das vítima passou mal e o bando resolveu libertá-los. Momentos depois a Hilux foi interceptada pela polícia que viu o bando dirigindo em alta velocidade, fazendo ultrapassagens em faixa dupla contínua e em direção perigosa, no sentido Belém.

Os bandidos em alta velocidade conseguiram despistar os policiais.

O bando ainda atacou, a tiros, o carro do prefeito de Santa Luzia do Pará. O prefeito percebendo a ação suspeita, aumentou a velocidade e conseguiu fugir do ataque que ainda efetuaram vários disparos contra o carro do prefeito, que felizmente não o atingiram.

Após diligências a PM encontrou a referida Hillux em uma estrada vicinal na zona rural de Santa Maria. Dentro do automóvel havia muitas cápsulas de pistola ponto 40, mas ninguém foi preso por que, segundo informações recebidas pelos policiais, outro carro deu fuga ao bando e que seria um veículo Honda Civic.

Informações do Santa Luzia On-line

Por volta do meio dia deste domingo, uma jovem de 18 anos foi assassinada a facadas no povoado Campestre, zona rural de Itainópolis (PI).

Maria Aparecida Espírito Santo de Morais, estava grávida de sete meses. As facadas atingiram diversas parte do corpo da jovem, inclusive a barriga.

De acordo com o Grupamento da Polícia Militar, GPM do município, o principal suspeito de ter cometido o crime é o tio da vítima, identificado como João Filho.

O mesmo teria atraído a vítima até o local do crime, afirmando que teria comprado uma motocicleta para a mesma. Após o crime o mesmo abandonou o corpo e fugiu.

Maria Aparecida era casada e esperava o seu primeiro filho.

Foto - Portal Caveira

Um ônibus Mercedes-Benz Marcopolo capotou na PI-213 na noite deste domingo (28), rodovia que interliga os municípios de Cocal-PI e Viçosa do Ceará, na altura da ladeira da localidade Jacarandá, zona rural de Cocal, região norte do Piauí após tentar fugir da perseguição de supostos assaltantes.

Cerca de 50 pessoas ocupavam o ônibus,40 delas ficaram feridas. Duas mulheres ficaram em estado grave. Uma delas com suspeita de hemorragia interna e a outra com suspeita de fratura na bacia. Um bebê de três meses que estava no colo da mãe saiu ileso. 

Os passageiros, em sua maioria, são lojistas e vendedores autônomos de roupas (sacoleiros) oriundos de cidades do oeste maranhense, a exemplo de Godofredo Viana,Cândido Mendes, Santa Luzia, Santa Inês, Zé Doca, Vitorino Freire, dentre outras. O grupo viajava em caravana com outros três ônibus que retornavam da Feira do Mucuripe, na capital cearense, com destino a Santa Inês do Maranhão. 

O motorista do veiculo envolvido no acidente e algumas vitimas informaram a Polícia Militar que os quatro coletivos seguiam em comboio e cruzaram direto pela Secretaria de Fazenda (Sefaz) do Ceará. Minutos depois, foram perseguidos e receberem ordem de parada de um carro de passeio, de cor branca e de modelo não identificado. O condutor relatou que ao tentar fugir da perseguição dirigindo em meio aos buracos de uma via estreita e que não possui acostamento, acabou saindo da pista e descendo ribanceira abaixo ocasionando no capotamento.

Por muito pouco não terminou em uma grande tragédia.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA), com apoio da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor) e da Polícia Civil do Estado do Maranhão, realizaram na manhã desta segunda-feira, 29, uma operação conjunta para cumprir doze mandados de busca e apreensão. Foram apreendidos documentos, computadores, telefones celulares.

A ação aconteceu simultaneamente nas cidades de Itapecuru-Mirim, Matões do Norte, Pirapemas, Bacabal e São Luís. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal do Termo Judiciário de São Luís da Comarca da Ilha, em atendimento ao pedido do Ministério Público.

O Procedimento Investigatório Criminal apurou que o Município de Itapecuru-Mirim realizou procedimentos licitatórios irregulares para a contratação de serviços de montagem e desmontagem de estrutura, iluminação de palco, gerador e contratação de bandas musicais para as festividades do Carnaval do ano de 2016. A licitação teria sido feita para beneficiar a empresa Jaime R. da Costa – ME. As ilegalidades foram cometidas na gestão do ex-prefeito Magno Rogério Siqueira Amorim.

IRREGULARIDADES

As investigações apuraram que o Pregão Presencial nº 021/2016, realizado pelo município de Itapecuru-Mirim foi conduzido em desacordo com o que regem o Decreto Federal nº 3.555/00, a Lei Federal nº 10.520/2002 e a Lei Federal nº 8.666/93.

Foram identificadas a inexistência de comprovantes de publicação do aviso de licitação, do comprovante de publicação do resultado do pregão e dos comprovantes de publicação do extrato do contrato, evidenciando o direcionamento do processo licitatório para que a empresa fosse vencedora.

Foi constatado, ainda, que os serviços foram executados pela empresa M. Peixoto de Alencar, embora a empresa a empresa Jaime R. da Costa tenha sido contratada pelo Município. O ex-gestor contratou diretamente a empresa M. Peixoto de Alencar pelo valor de R$ 60 mil. Mas o valor do contrato licitado era de R$ 1.408.300,00.


Foi deflagrada na manhã desta segunda-feira (29) uma operação da Polícia Civil contra a corrupção na cidade de Itapecuru.

A ação conta com o apoio do Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

Segundo as primeiras informações o caso envolve fraude à licitação para realização do Carnaval de 2016.

Via Gilberto Leda

A Van, onde estavam as vítimas, deslocava-se do município de Mirador/MA para a cidade de Timon/MA, na divisa com o Piauí.



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou seis das sete pessoas que morreram no grave acidente, envolvendo uma Van e uma carreta, no povoado Baú, no cruzamento da MA-034 com a BR-226, na tarde de domingo (28), no município de Caxias, a cerca de 360 km de São Luís

A PRF divulgou, inicialmente, que seriam oito mortos no pavoroso acidente. Entretanto, na última atualização dos dados sobre o acidente, a informação foi corrigida. Quatro pessoas ficaram gravemente feridas e foram levada as hospitais da cidade de Caxias Maranhão.

Os mortos 

Os mortos identificados são Manoel Gomes de Araújo, Raimunda de Sousa Ribeiro, Ana Cleide de Sousa Ribeiro, Caroleide Costa Torres e Gentileza Gomes Ferreira, moradores do povoado Feira da Várzea, município de Sucupira do Norte.

Outra vítima identificada foi a professora Rita Maria Almeida Guimarães Tavares, esposa do sargento da Polícia Militar Edézio Tavares. A Van, onde estavam as vítimas, deslocava-se do município de Mirador/MA para a cidade de Timon/MA, na divisa com o Piauí.


Os nomes dessas vítimas foram divulgados pelo 33º BPM/Colinas, que lamentou as mortes. “Deixamos aqui os nossos mais sinceros sentimentos a todas as famílias enlutadas, parentes e amigos. O 33° Batalhão de Polícia Militar do Maranhão – Colinas, lamenta profundamente a morte das vítimas”, conclui a nota.


Manobra errada da van 

O acidente ocorreu por volta das 16h40, no quilômetro 75 da BR-226. Segundo a PRF, a carreta de cor azul bateu na lateral da van, que tentava fazer um retorno na rodovia no povoado Baú, zona rural de Caxias. A van tem placa da cidade de Mirador (MA) e levava os passageiros para o município de Timon (MA), na divisa com o Piauí.

“A manobra errada foi do condutor da van, que cruzou a pista sem respeitar a preferencial. O caminhão freou, mas não evitou a colisão”, informou a PRF. O condutor da van, que não teve a identidade divulgada, teve ferimentos leves e fugiu do local. Até as 22h45 ele não havia sido localizado.
domingo, 28 de abril de 2019
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, oito pessoas morreram no acidente e vários passageiros ficaram com ferimentos graves.


Na tarde deste domingo, 28 de abril, no km 75 da BR 226, município de Caxias, no leste maranhense, uma colisão transversal resultou na morte de 08 passeiros de uma van e deixou 04 feridos graves. 

As primeiras informações dão conta que por volta das 16h40, uma carreta de cor azul colidiu na lateral de uma van Renault/ Master  em um retorno no povoado Baú, próximo a Caxias/MA, na BR 226. A força do impacto provocou a morte de 08 (oito) pessoas no local e deixou mais 04 (quatro) feridos graves. As vitimas saíram de Morador (MA) e tinha como destino Teresina (PI).

Uma equipe PRF da Unidade Operacional de Caxias encontra-se no local do acidente atendendo a ocorrência e fazendo os levantamentos. Uma equipe do SAMU também no local fazendo o atendimento das vitimas. 

A qualquer momento novas informações sobre o grave acidente. 

Fonte: PRF



A jovem de apenas 23 anos, Elielma Serejo, foi vítima de feminicídio na noite de ontem (27).


John Kelson Abreu Araujo matou a companheira covardemente enquanto a vítima estava distraída dando o remédio para o próprio filho, no município de Santa Rita.

O ‘feminicida’ usou uma espingarda para matar Elielma. Graças a ação rápida da PMMA, o assassino está preso.


sábado, 27 de abril de 2019

Problema está deixando a viagem perigosa e dando prejuízo por conta dos buracos.


Buracos e riscos de acidente causam reclamação na BR-316
Motoristas estão revoltados com a crítica infraestrutura da BR-316, que liga a região central do Maranhão até o Pará. A situação está deixando a viagem perigosa e dando prejuízo por conta dos buracos.

Em quase 400 km, os motoristas que transitam da região do Médio Mearim até a divisa com o Pará passam por momentos de sufoco.

“Teve buraco aí que eu passei com muito medo ontem e hoje de manhã também (...) Uns 50... 60 km tem buraco”, disse o caminhoneiro Leandro Alves.

Na zona rural da cidade de Pio XII, em três semanas os buracos pequenos cresceram e tomaram conta da pista de um lado ao outro. O trânsito é lento durante todo o dia e os motoristas dizem que há momentos em que para tudo quando começa a chover.

Por causa de um enorme buraco na pista, uma carreta carregada de peças de compensado tombou na estrada durante esta semana. Na tentativa de escapar do buraco, o motorista passou pelo acostamento, mas o terreno não suportou o peso do veículo. Por sorte, o motorista teve apenas ferimentos leves.

Em outros pontos da rodovia entre Pio XII e Bela Vista, o acostamento cedeu e já compromete parte da pista. Placas de sinalização alertam os motoristas sobre o perigo.

Em parte da BR-316 o asfalto está cedendo e aumentando o risco de acidentes — Foto: Reprodução/TV Mirante
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou que está fazendo serviços emergenciais na BR-316 e que a recuperação completa da rodovia só vai ser possível após o período chuvoso.

G1 MA

“Quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade”. A frase foi dita pelo presidente Bolsonaro durante café da manhã com jornalistas


O Governo do Maranhão rebateu por meio de uma publicidade na internet a declaração destemperada do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que de forma machista faz apologia ao turismo sexual.

Em entrevista coletiva, Bolsonaro disse que “quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade”. Nesta sexta (26), o governo respondeu por meio de uma publicidade em que diz que “o Maranhão está à disposição dos turistas. A mulher maranhense, não”.

A propaganda busca reforçar que o Maranhão está de portas abertas a todos os turistas, mas as portas estão fechadas para a exploração da mulher “que merece respeito sempre, nos 4 cantos do país”.

Sob a orientação do governador Flávio Dino (PCdoB), a frase é um tapa de luva na afirmação de Bolsonaro, que declaradamente convidou os turistas a explorar as mulheres brasileiras.


Ver imagem no Twitter






Dizemos não à propaganda de turismo sexual. O Maranhão está à disposição, mas não para exploração sexual de mulheres.


Do Blog do George Marques/Revista Fórum

O condutor desviou de uma motocicleta, que atravessou a rodovia de forma imprudente

Por volta das 8h50 da manhã desta sexta-feira (26), no km 62 da BR 135, entre Bacabeira e Santa Rita, uma saída de pista seguida de capotamento resultou em duas pessoas feridas.

Na saída da localidade Rancho Papoco, o condutor do veículo Renault Kgoo Express, de cor branca, e placa AYC-8147, de São Luís, dirigia no sentido crescente da via, quando se deparou com uma motocicleta atravessando a BR sem respeitar a preferencial.

O condutor conseguiu se desviar da motocicleta, mas perdeu a direção do veículo, que saiu de pista e capotou.

O motorista e a passageira do automóvel ficaram feridos gravemente e foram socorridos para um Hospital em São Luís.

O veículo ficou tombado fora da via. A motocicleta não foi localizada.

Vítima é filha da mulher que foi detida. Abusos eram cometidos na casa da dupla.



A polícia prendeu na sexta-feira (26), no município de Barra do Corda, a 462 km de São Luís, Valdeir Fernandes Ferreira e sua companheira, Luana Cavalcante Alves, por suspeita de estupro de vulnerável da filha dela, de cinco anos.

Segundo a polícia, após ser preso, Valdeir Fernandes confessou que abusavam da criança em companhia da mãe dela, que nega as acusações.

O suspeito afirmou, de acordo com os policiais, que os abusos ocorriam durante rituais realizados na casa do casal. Nesses rituais, que ocorreram ao menos seis vezes, o sangue dos suspeitos e da criança era retirado e, depois, ingerido e introduzido nas partes íntimas dos três. Em seguida, Valdir e Luana faziam sexo em frente à criança.

Os detidos foram levados para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Barra do Corda.

Segundo informações repassadas pela polícia ao blog do Daniel Santos, Genivaldo Almeida havia chegado de uma festa por volta das 5:30 horas da manhã deste sábado dia (27), o seu irmão Marivaldo Almeida Trindade que estava em casa teria feito alguns questionamentos a Genivaldo, a partir daí os dois travaram uma luta corporal, Genivaldo teria pego uma faca e cravado uma facada no peito de Marivaldo Almeida que ainda chegou a ser levado para o hospital da cidade mas não resistiu e veio a óbito.

Esse fato lamentável ocorreu no centro da cidade de Pedro do Rosário.

O autor da facada ainda tentou se evadir do local mas foi pego pela população que o levaram até o quartel de polícia, em seguida ele foi levado para delegacia de Pinheiro e autuado em flagrante.

Esse fato lamentável chocou a população da pequena cidade.



Promovida pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, começa hoje (27) no Estádio Aprijão a Taça Cidade de Futebol "José Oliveira Abreu. 12 equipes masculinas disputam a competição.

Na rodada de abertura jogam Atlético Monte Sião e Sport Crispiana, com início às 16h00. No próximo sábado (04),a equipe do Barão encara a equipe do Juventus de Bairro de Fátima e no domingo (05) o Real Godofredense joga contra o Bota Fogo.

A Taça Cidade terá jogos todos nos finais de semana no Estádio Aprijão, sempre com início às 16h00. A disputa da fase de classificação vai até o dia 08 de junho. (Neto Weba – Chefe de Comunicação/ASCOMGV)
sexta-feira, 26 de abril de 2019

Tiago Bardal foi afastado e respondia um processo administrativo que resultou na perda do cargo.


Tiago Bardal depôs na sede da Superintendência de Combate à Corrupção (Seccor) em São Luís. — Foto: Reprodução/TV Mirante
A Polícia Civil decidiu expulsar o ex-superintendente da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), Tiago Bardal, após responder um processo administrativo, que resultou na perda do cargo. Tiago Bardal foi preso pela primeira vez em fevereiro de 2018, suspeito de envolvimento com uma quadrilha de contrabandistas que atuava em São Luís..

Depois de três meses ele foi solto para responder em liberdade, mas voltou a ser preso em novembro, junto com outros investigados, de São Luís e Imperatriz, por extorquir dinheiro de assaltantes de banco para facilitar as ações dos criminosos no Maranhão.

De acordo com as investigações, os casos de extorsão começaram em 2015, quando Tiago Bardal era o delegado-chefe do setor de inteligência da polícia em Imperatriz. Segundo a Secretaria de Segurança, o valor negociado seria em torno de R$100 mil reais por mês, para proteger a maior quadrilha de assaltantes de banco com atuação no Maranhão, Pará e Tocantins.

A defesa de Tiago Bardal disse que não vai se pronunciar sobre a decisão do Conselho da Polícia Civil. A expulsão do ex-delegado e ex-superintendente da Seic ainda precisa ser aprovada pelo governador Flávio Dino.

Entenda o caso


Policiais Militares e outras cinco pessoas que não integram a polícia são suspeitas de integrarem um grupo criminoso com atuação na Região Metropolitana de São Luís. Os militares foram presos na manhã do dia 22 de fevereiro de 2018 no Arraial, no Quebra Pote, zona rural de São Luís. Armas, bebidas alcoólicas e cigarros foram apreendidos também.

A operação foi realizada pela Polícia Militar. No caminho para o Quebra Pote, Thiago Bardal foi encontrado próximo da região suspeita em um carro com Ricardo Jefferson Muniz Belo, que seria o seu advogado. Segundo o secretário de segurança pública, Jefferson Portella, ao ser questionado, o superintendente afirmou que estava vindo de uma festa, mas depois mudou a versão falando que procurava um sítio para compra.

O secretário também informou que, após a abordagem ao delegado, policiais seguiram até um porto clandestino, localizado em um sítio da região do Quebra Pote. Por lá eles também encontraram uma patrulha de militares dentro de um carro, que foram abordados e presos. Armas, bebidas alcoólicas e cigarros tambem foram apreendidas.


Na dia 27 de fevereiro de 2018, o advogado Ricardo Jefferson Muniz Belo prestou depoimento à polícia. Durante seu interrogatório contou uma versão diferente da que foi dita inicialmente por Thiago Bardal. Segundo a Secretaria de Estado de Segurança (SSP-MA), o advogado tem ligação direta com o Rogério de Sousa Garcia, ex-vice-prefeito de São Mateus que é apontado como um dos chefes do esquema criminoso e está preso.

G1 MA


A Justiça Federal condenou o Instituto de Educação Superior do Brasil (Iesb) e a Faculdade Latina Americana de Educação (Flated) por conta do oferecimento irregular de cursos de graduação mediante convênio, descumprindo as normas regulatórias do Ensino Superior.

A decisão foi com base em uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF).

De acordo o MPF/MA, o Iesb não possui credenciamento junto ao Ministério da Educação (MEC) e, por isso, não pode ofertar cursos de ensino superior e, consequentemente, não pode proceder a emissão de diplomas de graduação. Além disso, a Flated, instituição que firmou convênio com a Iesb, apesar de possuir autorização do MEC para atuar na área de educação, está restrita apenas à modalidade presencial na sede, ou seja, na cidade Fortaleza (CE), não podendo desenvolver suas atividades do Maranhão.

Assim, a Justiça Federal decidiu pela suspensão de todas as atividades de ensino da Iesb que não possuam autorização e credenciamento do MEC, pelo pagamento de danos materiais, referentes aos valores pagos pelos alunos desde a celebração do contrato, bem como pela indenização por danos morais, no valor de R$ 5 mil, para cada aluno prejudicado.

A Flated deve se abster de ofertar cursos de graduação ou extensão no Maranhão, sem autorização do MEC, bem como através de convênios com instituições não credenciadas. Os acordos entre as instituições de ensino tornam-se nulos.


Na noite de quinta-feira (25), cerca de 21 preso fugiram da Unidade Prisional de Ressocialização de Piratininga de Bacabal. Eles fugiram no momento de uma queda no fornecimento de energia elétrica.

De acordo com informações preliminares do 15º BPM de Bacabal, 21 detentos escaparam do presídio. Os policiais militares foram acionados e, pelo menos, cinco presos já foram recapturados.



A Polícia Federal abortou um ataque que seria feito por alguns alunos do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), no Campus Monte Castelo, em São Luís. A informação foi confirmada por meio de nota emitida pela unidade de ensino.

Segundo as informações divulgadas, o grupo de estudantes já estava sendo monitorado pelo Instituto após mensagens publicadas nas redes sociais, nas quais afirmavam que aconteceriam os ataques na quinta-feira (25).

A nota diz ainda que a Polícia Federal foi acionada assim que os primeiros indícios de irregularidades foram constatados.

Desse modo, a PF conseguiu interceptar os autores das ameaças e os conduziu para que os mesmos prestassem esclarecimentos sobre o ocorrido.

Leia a nota abaixo:




Um caminhão Caterpillar, modelo 740B, da U&M, prestadora de serviço da Mineração Aurizona, atolou em seu trajeto de mobilização para ser utilizado nas atividades de mineração. O ocorrido gerou danos à estrada, MA 206, trecho não asfaltado e que, apesar da importância para a região, não recebe manutenção por parte do governo estadual.

A utilização da estrada foi uma alternativa para possibilitar o desvio de trechos das outras rodovias MA da região que igualmente sofrem com a falta de manutenção, problema acentuado pelo inverno recente cujas chuvas foram muito acima da média.

A U&M se comprometeu com a recuperação do trecho afetado e já inicia os trabalhos para possibilitar com que o tráfego na via se restabeleça. No ano de 2017 e 2018, a Mineração Aurizona investiu aproximadamente R$ 2 milhões na manutenção da MA 206 (Estada de Manaus), mas que não foram suficientes diante do longo período que o trecho se encontra sem ações preventivas e de reparo.

O Gerente de Responsabilidade Social da Mineração Aurizona, Jauner Torquato, se desculpou com a população e demais usuários locais e reforçou que nos últimos meses tem somado esforços com as prefeituras de Godofredo Viana e Luis Domingues para recuperar trechos das estradas locais em situação crítica, “entre maquinários e combustível, foram investidos quase R$ 200 mil em 2019 para apoiar as atividades de recuperação das estradas na região, sem contar com a manutenção realizada diariamente no trecho de 16 km que liga Godofredo Viana à comunidade de Aurizona”, afirmou o gerente.

A Mineração Aurizona e a U&M esperam recuperar o trecho danificado com o atolamento nos próximos dias para reestabelecer condições de tráfego para a população.

Facebook

Rádio do seu Coração