domingo, 14 de outubro de 2018


O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), que conseguiu eleger a esposa Thaíza Hortegal (PP) graças ao gigantesco número de funcionários contratados durante todo o período de pré-campanha com o compromisso de votar na esposa do prefeito, resolveu comemorar a eleição da primeira-dama da forma mais cruel possível. 

 Menos de uma semana após a eleição, o prefeito autorizou o Secretário Augusto Cesar Miranda Rodrigues a iniciar as demissões dos pais de famílias do município.

O blog do Vandoval Rodrigues, especialista na cobertura política do município publicou com exclusividade uma das cartas de exoneração. De acordo com o titular do blog, a derrota para Leonardo Sá nas urnas da zona rural do município foi o estopim para o temperamental prefeito iniciar as demissões em massa.


Segundo a reportagem, o fogo foi disparado contra ex-aliados como os vereadores Riba do Bom Viver (PDT), Capadinho (MDB) e Ednildo (PCdoB), que agora devem se juntar a oposição no legislativo municipal, que agora saltará para sete vereadores.

Vandoval, também revelou que Luciano deve enfrentar novo processo de cassação, e que o pedido deve ser protocolado na Câmara na próxima semana.

Pelo visto, Leonardo Sá, grande vencedor na eleição 2018 em Pinheiro deve ficar ainda mais forte.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog