domingo, 21 de outubro de 2018

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, participou, na manhã deste domingo (21), de ato de campanha em São Luís.

Acompanhado do governador Flávio Dino (PC do B) e integrantes do seu grupo político, dentre eles o deputado federal e senador eleito, Weverton Rocha (PDT), o ex-prefeito de São Paulo percorreu diversas ruas do bairro do Anil e, em seguida, participou de um comício.

Dino voltou a disparar duras críticas contra o candidato do PSL ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto.

De acordo com ele, Bolsonaro não passa de um soldado covarde que foge dos debates porque não tem condições mínimas de discutir o futuro do Brasil com o candidato do PT.

“Aqui no Maranhão nós vamos dar uma surra no soldado covarde, no fascismo, na ditadura e defender a democracia”, disse o comunista.

Haddad, além de criticar o seu adversário, anunciou que, caso seja eleito, uma de suas primeiras medidas, a partir de janeiro, será reajustar o valor do programa Bolsa Família, passando de R$ 200,00 para R$ 240,00, e fixar o valor do gás de cozinha, cujo preço, segundo o petista, não passará de R$ 49,00.

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, participou, na manhã deste domingo (21), de ato de campanha em São Luís.
“Bolsonaro não honra a farda que já vestiu, tanto que teve que sair do Exército. Em 28 anos como deputado, nada fez pelo país. Apenas vomitou ódio e violência contra o povo, negro, mulher e nordestino”, afirmou o petista.

Um comentário:

  1. O governador Flávio Dino é um mero comunista muito pior que a família Sarney

    ResponderExcluir

Facebook

Rádio do seu Coração