segunda-feira, 1 de outubro de 2018

A campanha eleitoral entra em sua reta final com todas as pesquisas já divulgadas até agora apontado o franco favoritismo do governador Flávio Dino (PCdoB) para renovar o mandato por mais quatro anos e dos candidatos ao Senado Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS).

Os institutos contratados pelo Jornal Pequeno (Exata), TV Difusor (DataIlha) constataram em suas várias sondagens ao longo da campanha que Dino vence o pleito no primeiro turno e ainda arrasta consigo Weverto e Eliziane para o Senado. A última pesquisa do DataIlha aponta neste sentido.

Até a pesquisa contatada pela TV Mirante junto ao Ibope confirmou que o pleito será decido logo no próximo domingo (7). O resultado do último levantamento do Ibope, inclusive, caiu como uma ducha de água fria na campanha da candidata Roseana Sarney (MDB), provocando até desistência de membros da família Sarney na disputa proporcional.

Roseana, como tudo indica, fracassou em sua tentativa de reconduzir a oligarquia ao Palácio dos Leões após quatro anos de abstinência do poder, o que significa dizer que as eleições 2018 será a pá de cal derradeira no túmulo do grupo Sarney, que estrebucha desde que perdeu o poder em 2014.

Sem mostra poder de reação, a campanha Roseana tem se limitado a agredir o governador, mas o resultado tem se mostrado pouco eficiente pois não consegue desestabilizar Dino, que caminha a passos firmes para enterrar de vez a oligarquia que tanto mal fez ao Maranhão.

O consórcio de candidato idealizado pelo velho José Sarney foi a última tentativa de reconduzir a filha Roseana ao Governo, mas seus fantoches não funcionaram, sendo que um deles revelou-se uma completa decepção.

O senador Roberto Rocha, o candidato do PSDB que vivia batendo no pleito e dizendo que teve um 1,5 milhão de votos na eleição para o Senado em 2014, mas sem falar que foram sufrágios dados a ele a pedido do governador Flávio Dino, deve sair da campanha bem menor que entrou.

Rocha, segundo os institutos que monitoram a tendência do eleitorado no Maranhão, não consegue ultrapassar os 3% das intenções de voto, o que significa dizer que, se aplicada a margem de erro, geralmente de 2,5%, o candidato só tem traço. Vai ficar provado que não passa de um senador Jabuti e Jabuti trepado foi enchente ou mão de gente.

O tucano desenvolve uma campanha tão pífia que mesmo tendo tempo de televisão, estrutura e recursos do Fundo Partidário, não consegue empolgar, perde inclusive para a candidata Maura Jorge (PSL), ex-prefeita de Lago de Pedra, ou seja, um fiasco total do candidato autointitulado “Asa de Avião”.

Já os candidato da chamada esquerda radical, Ramon Zapata (PSTU) e Odívio Neto (PSOL) também são antisarneysistas e estão em campanha praticamente para marcar posição, seus percentuais de intenção de voto por serem muito baixo em nada contribuem para levar a eleição um segundo turno.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração