sábado, 15 de setembro de 2018


Para o empresário Edinho Lobão, sua permanência como suplente no Senado não vale mais do que R$ 1 mil. Esse foi o valor que o político “investiu” na campanha do pai, Edison Lobão, senador que disputa a reeleição pelo PMDB.

O valor doado por Edinho corresponde a pouco mais que um salário mínimo (R$ 954) e a 0,03% da receita de campanha do cacique peemedebista.

De acordo com dados do Sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais (DivulgaCand), o valor destinado por Edinho equivale a apenas 0,1% do que foi doado pelo candidato a segundo suplente na mesma vaga, o médico Antônio Leite, que não poupou despesas e injetou R$ 1 milhão na conta de campanha do velho Lobão.

A canhenguice de Edinho não condiz com sua pomposa fortuna. À Justiça Eleitoral ele declarou patrimônio no valor de R$ 19,8 milhões, com direito a aeronave própria e conta no exterior. Para piorar, Lobão pai vai ter que apertar o bolso até o final da campanha. Ele já torrou R$ 2,1 milhões dos R$3.001.000 que dispunha.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog