domingo, 12 de agosto de 2018



Por Flávio Dino

Artigo jornalístico perpetrado pelo poderoso chefe Sarney demarca bem a diferença entre governar pensando em privilégios e riquezas e governar pensando em direitos para todos.

O poderoso chefe do grupo Sarney anuncia hoje que querem acabar com programas de alfabetização de adultos, por serem uma “ameaça à propriedade”. Enquanto isso, nós desejamos ver mais gente sabendo ler e escrever. Eles querem escravos, nós queremos liberdade.

Com o poderoso chefe Sarney no poder, a taxa de analfabetismo era de 20%. Conosco caiu para 16%. E vai continuar caindo, se Deus quiser.

Sobre a reclamação do artigo contra a retirada de nomes da família Sarney em centenas de prédios públicos, informo que se trata de mero cumprimento de lei, como orientou o Ministério Público Federal e a Procuradoria Geral do Estado.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog