sexta-feira, 3 de agosto de 2018

O ex-prefeito de Porto Rico do Maranhão, César Mendes, que também é pai da prefeita da cidade e único ex-prefeito da cidade a ser ficha-suja, foi condenado a devolver quase R$ 2 milhões (dois milhões de reais) aos cofres públicos.

Os valores das multas foram aplicadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e referentes aos anos de 2009, 2010, 2011, quando César foi prefeito daquela cidade. Conforme os dados abaixo, os valores já ultrapassavam os R$ 1,9 milhões em 2015.



Na divulgação do TCU no último dia 26 de julho deste ano (veja aqui), o nome do ex-prefeito consta entre os 7.431 gestores públicos com contas julgadas irregulares há 8 anos, podendo ser considerados inelegíveis pela Justiça Eleitoral.

César Mendes é o único naquela cidade que tem as contas consideradas irregulares pela justiça.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog