segunda-feira, 18 de junho de 2018

Foto Divulgação

Por Flávio Dino

Começamos o período em que os pandeirões esquentam e as fogueiras se acendem nos arraiais de todo o Maranhão, enquanto vemos no palco o balançar dos maracás, das penas, o brilho nos chapéus e o belo movimento dos cazumbás a contar nossas lendas e tradições. Nossa gente veste cores vibrantes para saudar a nossa cultura popular que tem como um dos principais expoentes o bumba-meu-boi, reconhecido internacionalmente pela beleza singular, patrimônio cultural do Brasil.

Na última sexta-feira, demos início à temporada oficial do circuito junino em todo o estado, com festas espalhadas pela capital e demais municípios. Nesses três anos à frente do governo estadual, aprimoramos o calendário cultural, democratizando as apresentações e descentralizando as brincadeiras. São espetáculos para todos os gostos e idades, sempre valorizando a cultura maranhense e nacional, que estão representadas em uma bela integração.

Investimos em dezenas de festejos. Este ano, serão mais de 500 grupos maranhenses espalhados por todos os arraiais. dezenas de festejos do São João de Todos, dos quais mais de 95% foram destinados aos grupos locais.

Além disso, colocamos em foco as políticas de promoção do Turismo e de Segurança Pública necessárias para um momento de intensa movimentação de brasileiros e estrangeiros que desembarcam para conhecer as nossas belezas naturais e culturais. Afinal, o mês de junho no Maranhão é, sem dúvidas, um dos mais belos culturais vivenciados momentos em nosso país.

Destaco a recuperação dos tradicionais arraiais do Ipem e da Vila Palmeira, que foram progressivamente esvaziados nos anos anteriores a 2015 em nome de uma agenda cultural voltada para o culto a personalidades políticas em camarotes VIP. Esse tempo acabou e o povo maranhense vem reocupando seus espaços públicos, fazendo novamente do São João do Maranhão uma grandiosa brincadeira que se revela na diversidade de sons e cores que hoje representam toda a pluralidade que marca nosso Estado. Um espetáculo de todos e para todos.

Pensando nisso, nossas festas juninas são voltadas para homenagear os grandes nomes da cultura popular e suas expressões. Neste ano, o bumba-meu-boi sotaque Costa de Mão é o grande homenageado. A centralidade recebida este ano faz parte da visão que une recuperação de expressões populares maranhenses, reocupando os espaços públicos materiais e também os simbólicos.

É tempo de festejar! A forte tradição do povo maranhense já está nas ruas, fazendo todo o Estado vibrar e brilhar.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração