quarta-feira, 30 de maio de 2018


O Governo do Estado tem atuado fortemente na articulação com prefeituras municipais para que a campanha de vacinação contra Influenza, que se encerra da próxima sexta-feira (1º), alcance seu objetivo. Até a manhã desta terça-feira (29), o Maranhão aplicou 991.046 doses de vacina – 67,09% da meta estipulada. A vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe, incluindo o vírus tipo A, H3N2 e vírus B. 

“Todas as pessoas do grupo prioritário devem procurar os serviços de saúde para se protegerem contra a Influenza. Estamos empenhados em melhorar a vida dos cidadãos maranhenses e esse é o nosso foco”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A vacinação contra a Influenza, que acontece anualmente, foi criada com o objetivo de reduzir internações, complicações e mortes entre os grupos prioritários, escolhidos com base nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo o Ministério da Saúde, até 19 de maio, foram registrados 1.678 casos de influenza em todo o país, com 280 óbitos. Do total, 178 óbitos foram por H1N1, 52 por H3N2, 22 por influenza B e 28 óbitos por influenza A não subtipo. 

Balanço

O Maranhão segue a tendência registrada no Nordeste. A região alcançou 70,29% de cobertura vacinal – a meta para todo país é de 90%. O público com maior cobertura da vacina contra a gripe no estado é de indígenas, que já alcançou índice de 99,94%. O grupo com menor percentual é de crianças de 2 a menos de 5 anos, com 45,37%. São ainda prioridade na campanha puérperas (86,10%), professores (77,28%), trabalhador de saúde (77,26%), idosos (74,76%), crianças de 6 meses a menos de 2 anos (74,69%) e gestantes (67,51%). 

A chefe do Departamento de Doenças Imunopreveníveis da SES, Helena Almeida, conta que algumas prefeituras relataram informalmente dificuldades de realizar ações de vacinação nesta última semana, em especial em povoados e agrupamentos mais afastados, devido à falta de combustíveis, provocada pela greve dos caminhoneiros. 

“Estamos dialogando com todos os municípios sobre a importância das ações de vacinação. Diariamente, disponibilizamos aos gestores municipais os boletins parciais, é uma forma de mostrar a situação. Ligamos para saber o que está acontecendo e quais as dificuldades. Nossos gestores regionais estão orientados a contribuir, muitos inclusive disponibilizaram os veículos da SES para garantir a imunização”, informa.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog