sábado, 19 de maio de 2018

Em depoimento, Maria de Fátima Mesquita alegou que praticou o crime porque ouvia vozes que ordenavam que ela matasse o seu filho.



A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Pio XII e Delegacia Regional de Santa Inês, prendeu nesta sexta-feira (18), em flagrante delito, uma mulher identificada como Maria de Fátima Mesquita do Nascimento, pela prática de crime de homicídio qualificado contra o próprio filho de 1 ano e 6 meses de idade. O crime aconteceu na cidade de Santa Inês, interior do Maranhão.

De acordo com informações da polícia, as investigações foram iniciadas após a entrada da criança já sem vida no hospital municipal de Pio XII. Os policiais realizaram diligências investigativas no local do crime que indicava como autora a própria mãe da vítima.

A criança apresentava hematomas em linha no pescoço indicando uma possível morte por enforcamento

Durante as diligências Maria de Fátima Mesquita apresentou versões conflitantes dos fatos, em desconformidade com a dinâmica apresentada no local do crime.

Na manhã desta sexta, após a conclusão do laudo de exame cadavérico pelo Instituto Médico Legal em São Luís, foi confirmada a morte por asfixia decorrente de constrição cervical.

Em depoimento, Maria de Fátima Mesquita alegou que praticou o crime porque ouvia vozes que ordenavam que ela matasse o seu filho.

A suspeita está custodiada provisoriamente na Delegacia Regional de Santa Inês, à disposição da justiça, até a liberação de vaga no sistema prisional.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração