quarta-feira, 2 de maio de 2018




Dois importantes projetos para os estudantes maranhenses foram lançados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e pela Secretaria de Estado da Mulher (SEMU) na última segunda-feira (30), em evento ocorrido no Auditório do Convento das Mercês. O projeto ‘Emaranhando Sonhos’ tece uma rede articulada de grêmios estudantis, incentivando a participação de estudantes na gestão participativa da escola e comunidade. O projeto ‘Fazendo Escola’ debate a discriminação de gênero, com foco na importância de respeitar todas as mulheres.

O lançamento contou com a presença do vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão; do secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão; da secretária de Estado da Mulher, Terezinha Fernandes; do presidente do Grêmio Estudantil do C.E. Bernardo Coelho de Almeida, Eliezer Henrique, além de estudantes da rede pública estadual de ensino.

O vice-governador Carlos Brandão lembrou que o governo Flávio Dino tem como marca a gestão participativa, escutando a população. “É o governo de todos nós. É por isso que nós estamos fazendo e fortalecendo os grêmios. Foi assim que identificamos um dos principais problemas do estado, a falta de estrutura adequada para a nossa educação. Identificamos que tínhamos mil e cem escolas de palha e taipa, sem banheiros, sem estrutura, e nós estamos acabando com essa história. Hoje as crianças vão para uma escola de qualidade, com seu fardamento, e isso só foi possível porque escutamos os anseios da população”, disse.

Durante o lançamento dos projetos, que serão realizados nas 19 Unidades Regionais de Educação (UREs) do estado, o secretário de Educação, Felipe Camarão, e a secretária de Estado da Mulher, Terezinha Fernandes, assinaram o acordo de parceria entre os órgãos para a realização do ‘Emaranhando sonhos’ e do ‘Fazendo Escola’.

O secretário de educação, Felipe Camarão, apresentou o ‘Emaranhando sonhos’ falando que o projeto é uma iniciativa da Seduc, através da Secretaria Adjunta de Programas e Projetos Especiais (Sappe), e lembrando que, quando o governador Flávio Dino assumiu o Governo do Maranhão eram apenas 33 grêmios estudantis formalizados na rede estadual de ensino e hoje esse número passou para 202 e com proposta de chegar a mais de 400.

“Mais dois projetos lançados pelo governo Flávio Dino na área da educação e da discussão do combate à discriminação de gênero. O primeiro, uma belíssima parceria entre a Seduc e outros vários parceiros, inclusive com a EMAP, que é o ‘Emaranhando Sonhos’, a criação de mais grêmios escolares em todo o nosso estado para que nossos estudantes tenham a consciência de fazer uma gestão democrática, participativa conosco e possam discutir conosco o futuro da educação pública maranhense. E o segundo, ‘Fazendo Escola’ uma parceria importante entre Seduc e SEMU, com o objetivo de levar para as escolas o debate sobre a discriminação de gênero, a importância de respeitar todas as mulheres, principalmente as que compõem as nossas comunidades escolares e dali irradiar esse respeito e sentimento de igualdade para toda a sociedade”, detalhou Felipe Camarão. 

Já a secretária de Estado da Mulher, Terezinha Fernandes, ao apresentar o ‘Fazendo Escola’, que tem como lema ‘um futuro sem violência’, mostrou dados da violência contra a mulher no Maranhão e no Brasil e ratificou a importância de debater a questão de gênero nas escolas, que devem ser espaços de prevenção da violência, de buscar a conscientização de crianças e jovens e, também, gerar compromisso dos professores com essa temática, levando essa proposta para dentro das salas de aula.

Terezinha Fernandes afirmou que a intenção é que essas discussões tragam repercussão na vida desses jovens e avanço da capacidade de reflexão de toda a comunidade escolar para que um novo caminho seja construído. “Esperamos mudança de comportamento e ação de fato em toda a comunidade escolar. Para que depois isso se reverta em transformação de toda sociedade. Que todos nós homens e mulheres, sejamos livres e iguais”, declarou. 

Com o lançamento oficial, os projetos seguem para as etapas regionais, com um novo momento de etapa estadual previsto para junho de 2018. A realização dos projetos conta, também, com parcerias da Secretaria de Estado da Saúde (SES), da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), do VIVA/PROCON, do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), da Secretaria de Estado Extraordinária de Juventude (Seejuv), da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) e da Secretaria da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap).

O evento de lançamento contou, ainda, com a presença do presidente da EMAP, Ted Lago; do subsecretário de Estado da Educação, Danilo Moreira; e do secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração