segunda-feira, 7 de maio de 2018


Se o deputado federal Waldir Maranhão ainda tinha qualquer resquício de esperança em disputar o Senado representando o PSDB, ele foi enterrado neste último fim de semana pelo presidente nacional do partido e pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin.

O ex-governador de São Paulo esteve em São Luís cumprindo agenda de pré-campanha, cuja programação incluiu encontro com empresários, inauguração da nova sede do diretório regional da sigla e reunião política no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.

O presidenciável declarou apoio ao senador Roberto Rocha, presidente estadual do PSDB e pré-candidato ao governo, e confirmou o deputado federal José Reinaldo Tavares e ao deputado estadual Alexandre Almeida como os nomes do tucanato que formarão a chapa majoritária que concorrerá à Câmara Alta.

“Nós vamos apoiar Roberto Rocha como nosso candidato a governador e os nossos senadores José Reinaldo e Alexandre [Almeida]”, disse o ex-governador em entrevista coletiva concedida na tarde da última sexta-feira.


O parlamentar viu o seu sonho transformar-se em pesadelo depois que foi defenestrado pelo PT e pelo governador Flávio Dino (PC do B) – reveja e reveja.

Alias, por falar no comunista, ele foi bastante “elogiado” pelo seu ex-aliado Waldir Maranhão durante a passagem de Alckmin pela capital maranhense – veja o vídeo abaixo.




Do Blog Glaucio Ericeira

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração