terça-feira, 17 de abril de 2018


O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, auxiliares e técnicos da Secretaria estiveram na tarde desta segunda-feira (16), acompanhando a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Maranhão, em visita ao Centro de Ensino Joaquim Gomes de Sousa, escola da rede pública estadual localizada no bairro Cohab, capital maranhense.

A visita da comissão foi motivada após manifestação de alguns estudantes da unidade de ensino, que foram às ruas na última semana para reivindicar a climatização das salas de aulas. 

“Compreendemos a ansiedade dos estudantes em ter uma escola com salas de aulas climatizadas, pois eles acompanham diariamente as inúmeras notícias que saem na mídia sobre o trabalho que o governo tem realizado, para garantir mais conforto nas escolas públicas, entre elas climatizando as escolas. Contudo, existe todo um processo legal que precisa ser atendido, para que possamos realizar esta ação”, destacou o secretário, Felipe Camarão.

Há 21 anos sem reforma, a tradicional escola da Cohab é um dos prédios da rede que ainda receberá as ações do programa Escola Digna, que até o momento já contemplou 65% dos prédios escolares da ampla rede estadual.

Para o deputado estadual Roberto Costa, presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa, que esteve presente na vistoria, a escola possui uma estrutura com condições adequadas para a oferta de uma educação pública de qualidade para os estudantes.

“Claro que existem melhorias que devem ser realizadas, mas a escola está dentro das condições para oferecer uma educação de qualidade. Esse trabalho da comissão da educação é importante para acompanhar a qualidade da educação pública de nosso estado, pois como parlamentar, temos essa prerrogativa de fiscalizar, dialogar com a comunidade escolar e saber da situação real. Fico feliz em ter encontrado a escola com as condições de oferecer uma educação de qualidade. Quando solicitamos a visita da comissão para fiscalizar a escola, o secretário Felipe Camarão imediatamente se colocou à disposição para nos acompanhar, como tem feito em outras escolas que já visitamos”, destacou o parlamentar.

“Nossa escola recebe regularmente quatro repasses do Estado, para manutenção e cuidados com a estrutura do prédio, além de recursos federais do Programa de Dinheiro Direto na Escola para projetos, além de repasses para a alimentação escolar. Portanto, as denúncias não são verídicas, não há falta de professores, falta de merenda, entre outras questões apontadas pelos estudantes, em uma manifestação que tinha, unicamente, a reinvindicação da climatização das salas”, afirmou Lucileide Martins, gestora do Centro de Ensino.

Para a estudante Giovana da Silva, do 2º ano, que é representante de turma, a visita de membros da secretaria com a comissão reforça o diálogo que os estudantes têm com a Seduc. “Fui indicada pelos meus colegas como representante dos estudantes, e desde então nós estamos mantendo contato com membros da secretaria de educação, e sempre fomos prontamente atendidos quanto às nossas demandas. Tivemos já algumas visitas na nossa escola, nossas conversas foram sempre proveitosas. Nós, alunos,queríamos ser ouvidos e essas pessoas da Seduc vieram aqui para nos ouvir, são pessoas atentas aos nossos problemas”, disse.

“O objetivo da Seduc estar aqui hoje é para melhorar o ambiente escolar, para que os alunos tenham um ambiente agradável de ensino. E eu acredito que o compromisso da Seduc com os alunos em melhorar nossa estrutura vai, inclusive, alavancar os índices de aprendizado dos alunos”, declarou Leidiany Guimarães Aich, professora de matemática da escola.

"Com a visita à escola Joaquim Gomes, a comissão pode constatar a seriedade com que o Governo do Estado tem conduzido a educação pública de nosso estado. Sabemos que por muitos anos as escolas aguardaram por esse momento, mas o governo precisa seguir todo um cronograma existente, pois encontrou quando assumiu a gestãoe prédr
ios escolares em situações de extrema precariedade, que precisavam da atenção do Estado com mais urgência”, enfatizou o deputado Rogério Cafeteira, líder do Governo na Assembleia.

Centro de Ensino Joaquim Gomes de Sousa - O Centro de Ensino Joaquim Gomes de Sousa tem 63 professores dos mais diversos componentes curriculares, para atender 747 estudantes matriculados, em dois turnos de funcionamento. Somente em 2018, mais de R$ 10 mil já foi repassado em recursos federais para a unidade de ensino, para a aquisição de merenda escolar, além de mais de R$ 40 mil repassados à Caixa Escolar, para custeio com a manutenção do prédio, aquisição de materiais, entre outros fins. Em 2017, 678 fardamentos foram distribuídos, beneficiando 339 alunos da escola, e, em 2018, mais 1.610 fardamentos foram entregues.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog