quarta-feira, 25 de abril de 2018

Qual o alvo do ataque sistemático midiático à gestão do governador Flávio Dino? Óbvio que a mudança de práticas na política do Maranhão incomoda os privilegiados de outrora.

Deixar para trás os tempos em que crianças eram obrigadas a escrever com toco de lápis desagrada a uns poucos. Afinal, são mais de 1 milhão de alunos de baixa renda com acesso a material escolar, por meio do Bolsa Escola.

Que dizer dos filhos de pobres viajando para o Canadá, Estados Unidos e Argentina para aprender idioma e ter experiências com novas culturas? Antes, este era um privilégio de um séquito de herdeiros palacianos.

As crianças e adolescentes submetidas a estudar debaixo de mangueiras ou em palhoças de chão batido experimentam o direito a escolas dignas em alvenaria com banheiros e salas climatizadas…

Nossa juventude começou a sonhar e tornar realidade seus sonhos. Com inédita rede de escolas em tempo integral, planejam o futuro com a certeza de que tem ensino de qualidade e podem aprender uma profissão.

Os professores antes recebidos com cacetetes em manifestações são os mais bem pagos do país. Os mestres da rede estadual de ensino têm salário duas vezes maior que os docentes de São Paulo, o estado mais rico do país.

A casa de farras homéricas de governantes do passado agora abriga crianças com microcefalia. Tratamento especializado em ambiente digno, iniciativa que deixou revoltados quem antes utilizava o prédio público como bem privado.

A rede de hospitais regionais muda progressivamente a realidade dramática das procissões de ambulâncias. Homens e mulheres antes esquecidos recebem atendimento médico dos profissionais da Força Estadual de Saúde em suas casas.

As cenas de barbárie em que presos eram decapitados em Pedrinhas como nas masmorras medievais, foram substituídas por apenados trabalhando na construção de blocos de concretos, que pavimentam ruas das cidades mais pobres do estado no programa Mutirão da Rua Digna.

Os incêndios a ônibus e toques de recolher implantados por facções em São Luís sucumbem diante de uma polícia fortalecida com a maior tropa da história do Maranhão.

Aqueles que cultuavam as casas de taipa sob a falácia de hábito cultural devem estar ensandecidos em ver os maranhenses com acesso a moradia digna e programa Cheque Minha Casa, que garante recursos para melhorias nas habitações da população de baixa renda.

As pontes e estradas fantasmas cederam espaço para rodovias que pavimentam o desenvolvimento e a qualidade de vida de milhares de maranhenses e deixam assombrados aqueles que se acostumaram a desviar recursos públicos.

Instituições de respeitabilidade nacional e internacional atestam o equilíbrio fiscal do estado e a transparência na aplicação dos recursos públicos. Para o incômodo daqueles que escamoteavam por meio de filtros suas patranhas.

O Maranhão é referência de gestão eficiente para todo o Brasil. Não é difícil, pois, imaginar porque tanta agressão e perseguição ao governador Flávio Dino. Mas o verdadeiro alvo dos ataques é o povo que ousou mudar e hoje é tratado com o respeito e a dignidade.

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog