sábado, 28 de abril de 2018


O deputado Wladimir Costa se envolveu em mais um escândalo na noite de quinta-feira (27), dessa vez uma acusação grave: agressão física. Durante um evento público no municípío de Jacundá, sudeste paraense, o parlamentar desferiu um tapa na cara em um professor que protestou durante o evento. A ação foi filmada por uma testemunha.

A agressão ocorreu durante a inauguração de uma academia ao ar livre em uma praça do município, na qual Wladmir estava presente. "Estávamos na praça, em um grupo de professores, quando ele começou a discursar no evento público. Como cidadão, me incomodei com a presença dele, com uma performance 'de circo', e manifestei minha revolta através de vaias", afirmou o professor Therezo Neto, ex-vereador municipal. "Ele parou de falar, veio até mim e me desferiu um soco".

O momento da agressão foi filmado por testemunhas. Na gravação, é possível ver o deputado seguindo até a vítima e dando o microfone para ela, que fala "explica a tatuagem do Temer na tua bunda". Nesse momento, o parlamentar desfere o golpe. 

"Vagabundo", afirmou o deputado no microfone. "Homem que é safado apanha na cara. Se nunca apanhou na cara, apanhou agora. E pode filmar e colocar nas mídias sociais. 'Tatuagem de Temer na bunda'? Isso não é coisa de homem falar pra homem não". 

Em seguida, o parlamentar continuou com o discurso."Quando eu cai no chão, um segurança do deputado o afastou e ainda me desferiu dois chutes. Fui realmente agredido pelo 'deputado da tatuagem'. Não o chamei de palavras ofensivas, de baixo calão, não o ataquei. Mas fui agredido com um soco, mesmo assim", continuou o professor.

                               

Durante a manhã de sexta-feira (27), o professor Therezo procurou a delegacia local para registrar o boletim de ocorrência. A Polícia Civil solicitou um exame de corpo de delito, que deverá ser realizado hoje sábado (28).


0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração