quarta-feira, 7 de março de 2018
Agentes de Saúde coletam amostras para levantamento do Lira 2018 - Fotos Neto Weba

 Agentes de endemias (Funasa), iniciaram nesta segunda-feira (5) as atividades de 2018 fazendo o Levantamento de Infestação Rápida (Lira), que traça o perfil da dengue no município. O trabalho segue até esta quarta-feira (7), com visita em imóveis, detectando focos do mosquito Aedes Aegypti, traçando o perfil epidemiológico da dengue na cidade.



Feito a cada dois meses, o Lira é considerado o melhor indicador sobre o perfil epidemiológico de cada bairro, dividindo os estrados em baixo, médio e alto risco de infestação predial.

A meta é visitar cerca de 1 mil imóveis segundo o coordenador Gal Almeida, "Todos os agentes de endemias estão a partir de hoje em campo para fazer esse levantamento. A metodologia, por se tratar de um trabalho de pesquisa estatística, é visitar 1 a cada 2 imóveis, para que esse perfil seja traçado", explicou.

Além da dengue, o mosquito Aedes Aegypti também é responsável pela transmissão de outras doenças graves como a zika e a chikungunya. Godofredo Viana não registrou nenhum caso de zika em 2017.

"Estamos iniciando o período de chuvas, então é muito importante que as pessoas se conscientizem sobre os riscos dessas doenças e façam também a prevenção dentro de seus imóveis. Se cada um fizer a sua parte, teremos com certeza uma redução nos números de casos dessas doenças em Godofredo Viana", concluiu Gal.


Medidas de combate ao Aedes aegypti


  • Não deixar água parada em qualquer lugar que possa acumular água, inclusive casca de ovo, tampinha de garrafa, etc.
  • Caixas de água devem ser limpas constantemente e mantidas sempre fechadas e bem vedadas. O mesmo vale para poços ou qualquer outro tipo de reservatório de água.
  • Vasilhas que servem para animais (gatos, cachorros) beber água, não devem ficar mais do que um dia com a água sem trocar.
  • As piscinas devem ter tratamento de água com cloro. Piscinas não utilizadas devem ser desativadas (retirar toda água), mantendo-a sempre secas.
  • Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo.
  • Não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada.
  • Sempre que observar alguma situação que você não possa resolver, avisar imediatamente um agente público de saúde para que uma medida eficaz seja tomada.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração