sábado, 3 de março de 2018

As constantes chuvas que têm caído no Maranhão tem causado sérios prejuízos às cidades, que sofrem com alagamentos, escassez de água potável nas torneiras, constantes quedas da rede de energia elétrica e também no sistema de telefonia celular. Por isso, da tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão da última quarta-feira, 28, o deputado Fábio Braga (SD), preocupado com a situação, fez alerta às empresas responsáveis pela manutenção, a exemplos da Caema, Cemar e de telefonia para que agilizem o fornecimento dos serviços, o mais rápido possível.

“Eu faço um alerta a essas empresas para que fizessem o fornecimento o mais rápido possível sempre que houvesse o desligamento ou o baixo fornecimento tanto de água, de energia e de telefonia para a população do estado do Maranhão”, acentuou Fábio Braga.

Ele lembrou que no mês passado houve um acréscimo nas chuvas no Estado, cerca de 22% a mais em relação ao ano passado. Com isso, houve alagamentos em várias cidades maranhenses, problemas que se repetem ano após ano com as chuvas.

Braga lembrou que no Maranhão existem 12 bacias hidrográficas, dentre elas a do Parnaíba, do Tocantins, do Gurupi, do Mearim, do Itapecuru, do Munim e do Turiaçu, as quais têm às suas margens, várias cidades. Nos últimos anos, ocorrerem dois caos emblemáticos, em Pedreiras e em Trizidela do Vale, onde cerca de 40 mil pessoas ficaram desabrigadas. “Essas chuvas, em curto prazo de tempo e com uma quantidade superior ao normal, também por serem duradouras, podem causar enchentes temporárias. Isso ocorre porque o solo esgota a sua capacidade de infiltração da água, fazendo com que córregos e passagens de água fiquem obstruídos. Muitas das vezes isso também ocorre porque a população faz uso inadequado do lixo”, disse ele.

O deputado também destacou as cidades de São Luís e de Imperatriz, dentre outras, que também sofrem em decorrência das chuvas. “Em Brejo, por exemplo, mal começaram as chuvas, já houve o rompimento da estrada. As obras da Beira Rio, em Imperatriz, também foram prejudicadas com as intensas chuvas que caem na cidade. Temos tido dificuldades para que a população tenha nas suas estradas, nas suas obras, a conservação normal”, disse Fábio Braga.

Sistema de telefonia

A cidade de Brejo também está tendo problemas com o sistema de telefonia. Segundo o parlamentar, quando chove, o sistema fica lento e os usuários não conseguem completar uma ligação e nem fazer uso da internet. O mesmo ocorre nas cidades de Coelho Neto e de Nina Rodrigues.

“Quando começam as chuvas, principalmente na nossa região, o sistema de telefonia e de internet fica muito prejudicado. Por isso, o prefeito de Nina Rodrigues, Rodrigo da Iara, denunciou recentemente ao Procon-MA esse fornecimento de internet e de telefonia celular, assim como os vereadores de Coelho Neto, Vargem Grande, Chapadinha e toda aquela região que tem padecido com a péssima qualidade desses serviços. São negócios que deixam de ser feitos, já que boa parte do sistema é feita por máquinas de crédito e de débito em postos de combustíveis, estabelecimentos bancários e comerciais que fazem com que essa dificuldade crie transtornos à população do estado do Maranhão”, afirmou Fábio Braga.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração