terça-feira, 20 de março de 2018

Na tarde desta segunda-feira (19), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, o deputado Fábio Braga (SD) subiu à tribuna para falar sobre a liberação do viaduto localizado na BR-135, na cidade de Bacabeira. O DNIT liberou o tráfego para os veículos nas primeiras horas da manhã, amenizando um pouco os transtornos dos últimos anos. A operação contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Em sua fala, Fábio Braga criticou a lentidão da conclusão das obras de duplicação da BR-135, que por diversas vezes já foram paralisadas, causando prejuízos aos maranhenses. Ele voltou a enfatizar que, ao longo desses anos, houve paralisações da obra, atraso e continuidade em efeito tartaruga e, quem mais padeceu foi a comunidade que vive no entorno da região, bem como os maranhenses que usam essa via de acesso para adentrar a cidade de São Luís, e também, para sair por essa rodovia. Já houve, inclusive, inaugurações de parte dessa duplicação, com a presença de autoridades do governo federal.

Segundo o deputado, nenhum maranhense entende a dificuldade que se tem em realizar uma obra dessas, haja vista que foram anos e anos, inclusive, com perdas de várias famílias que tiveram seus entes queridos perdidos por conta da péssima trafegabilidade, com engarrafamentos quilométricos naquele trecho da rodovia. “Já falei algumas vezes que o Maranhão tem que repensar as suas obras de infraestrutura da malha viária”, disse ele.

Fábio Braga, ressaltou ainda que, tanto da tribuna da Assembleia como da Câmara Federal, os deputados têm reclamado da paralisação dessas obras. “Governos já entraram e já saíram e, outros, estão por sair, e essa obra nada de terminar. Faltam ainda 19 km dessa malfadada duplicação. Entendo que não deve ser mais permitido em governo nenhum, principalmente do Governo Federal, que uma obra se arraste durante tanto tempo causando tantos problemas à população e aos negócios maranhenses”.

O deputado destacou que o Maranhão - que procura oportunidade de negócios nos últimos anos, trazendo investimentos - tem que ter uma infraestrutura rodoviária descente, cômoda, rápida e eficaz. Ele citou que o Porto do Itaqui, que recebe milhões de investimentos nos últimos anos, não pode receber um número elevado de carretas em épocas e prazos estabelecidos, porque as estradas – tanto estadual como federal - não permitem.

Por diversas vezes Fábio Braga usou a tribuna da Assembleia para lamentar que as estradas que cortam o estado do Maranhão estão com diversos problemas, a exemplo da MA-006, que vai de Balsas a Alto Parnaíba e atravessa o estado do Piauí. “Essa é a região dos grãos, intitulada MATOPIBA, que também cresce”.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog