sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

A criança mais nova das irmãs encontradas nuas e com queimaduras de 1º e 2º graus em Rolim de Moura (RO), de 5 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira (3), em Porto Velho. Ela estava internada, assim como a irmã mais velha, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Cosme e Damião há dois meses.





Conforme a tia das meninas, o corpo será levado para Rolim de Moura, na Zona da Mata, onde será realizado o velório e o sepultamento. Na época, as crianças foram encontradas próximas a uma represa.

À Rede Amazônica, o médico plantonista do hospital explicou que a criança teve uma parada cardíaca e houve tentativa de reanimação durante 50 minutos. "Infelizmente não conseguimos trazê-la de volta. Já a irmã maior está estável, ainda expira cuidados, mas está estável. Estamos na luta para que ela possa voltar pra casa o quanto antes", declarou.

Em novembro de 2017, José Alves, avô delas, contou a imprensa que as vítimas estavam estáveis, mas ainda corriam riscos, de acordo com o médico. 

Entenda o caso

Duas irmãs, com idades entre 5 e 7 anos, foram encontradas nuas, com ferimentos e queimaduras graves pelo corpo no dia 29 de outubro. As crianças estavam próximas de uma represa na Zona Rural de Rolim de Moura (RO), na Zona da Mata. As meninas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros.

No dia seguinte, foi divulgado a foto do principal suspeito de ter cometido o crime. Ainda no dia 30, a mãe das meninas foi encontrada morta em um 'barraco' vizinho da casa dela, em Santa Luzia do Oeste (RO). Conforme informações da Polícia Militar (PM), a suspeita é que a mulher tenha sido asfixiada com um lençol pelo próprio amante, o mesmo homem que incendiou as crianças.

Durante o segundo dia de buscas, o suspeito foi encontrado morto em Rolim de Moura, com o corpo em estado de decomposição, com o pênis exposto e sem um dos olhos. De acordo com o diretor de polícia Arismar Araújo, o corpo estava a cerca de 700 metros do local onde as crianças foram localizadas na Linha 180, KM-6, na área rural do município. O laudo da perícia afirmou que a causa da morte foi um tiro no ouvido. G1


G1 RO 

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog