quinta-feira, 7 de dezembro de 2017



O secretário de Segurança, Jefferson Portela, informou que “Júnior do Nenzin” continua foragido. Ele teve mandado de prisão expedida pela Justiça por ser o principal suspeito de ter mandado assassinar o pai, o ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa (o Nenzim).

Segundo Portela, na verdade foram detidas duas pessoas que ajudaram a lavar o carro onde o ex-prefeito estava quando foi assassinado, a mando de Júnior.

“Elas estão em Barra do Corda já detidas, a cidade está fechada”, disse.

O secretário de Segurança informou ainda que um dos motivos do crime está relacionado à venda de gados que Júnior do Nenzin teria feito sem o pai saber.

“Eles estavam indo conferir o gado quando no caminho houve o crime”, disse Jefferson Portela.

O ex-candidato a prefeito de Barra do Corda teria contraído muitas dívidas na campanha e, pressionado a pagar, estaria vendendo os bens da família sem o conhecimento do pai.

A Polícia continua à procura de Júnior do Nenzin.

Com informações do Blog do John Cutrim

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog