quarta-feira, 29 de novembro de 2017
Gestores e técnicos do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) que atuam nas 30 cidades maranhenses do Plano Mais IDH passam por capacitações promovidas pelo Governo do Maranhão. O curso está em andamento no município de São Francisco do Maranhão até sexta-feira (1º).

De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), as próximas cidades a serem contempladas são Satubinha, São João do Sóter, Jenipapo dos Vieiras, Itaipava do Grajaú e Primeira Cruz.

Já foram capacitados os trabalhadores do SUAS de algumas cidades, como Afonso Cunha, Água Doce do Maranhão, Arame, Belágua, Fernando Falcão e São Roberto.

As capacitações são conduzidas pela Sedes em parceria com a Escola de Governo do Maranhão (EGMA) para desenvolver habilidades técnico-gerenciais nos trabalhadores e identificar as condições estruturais e operacionais que dificultam a garantia dos direitos de pessoas em situação de vulnerabilidade nas áreas atendidas.

Segundo a secretária adjunta de Assistência Social (SAAS) da Sedes, Célia Salazar, os cursos de qualificação auxiliam na execução efetiva da gestão da política social nos municípios do Mais IDH.

“É importante que haja o processo de capacitação, com a perspectiva de munir técnicos e gestores de conhecimentos, tanto teóricos, quanto legais, para que os trabalhadores assumam a tarefa de avaliar quais as reais necessidades de sua região e monitorar o que está em execução”, diz Célia Salazar.

“O Governo do Estado tem buscado, permanentemente, apoio dos municípios para a implantação e implementação de ações voltadas para o trabalho de assistência social com as famílias que mais precisam”, acrescenta.

Etapas
Os cursos são compostos por dois momentos distintos e complementares. No primeiro, é realizado um seminário com o tema “Atendimento e Acompanhamento às Famílias no SUAS”, com carga horária de 24 horas. Esta fase tem abordagem teórica e reflexiva sobre a proteção social e suas responsabilidades no território.

No segundo momento, é realizada uma análise das condições para operacionalização qualificada da política de assistência social, com indicativos para elaboração de um documento que oriente à superação das dificuldades identificadas.

De acordo com a técnica em assistência social do município de Arame, Maviane Alves, todas as questões apresentadas e discutidas durante o curso são de grande importância para que ela e outros colegas de profissão consigam prestar um serviço de qualidade à população.

“Nós, profissionais da assistência social, temos consciência do quanto é grande a nossa responsabilidade perante a sociedade. Por essa razão, precisamos estar por dentro de todos os conteúdos que possam nos capacitar e instruir a prestar um bom atendimento às famílias que tanto precisam em nosso município”, destaca Malviane.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog