quarta-feira, 6 de setembro de 2017


No ato encerramento da caravana que rodou todos os estados do Nordeste, o ex-presidente Lula falou nesta terça-feira, 5, para uma multidão em São Luís; Lula voltou a dizer que os brasileiros mantenham a esperança no País e mandou recado a quem tenta destruir o seu legado.

Lula começou sua fala comentando a proibição de receber um título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal Rural da Bahia: "Um juiz quis me impedir de receber uma homenagem, no mesmo dia conheci uma negra que vai ser doutora. Esse é meu título. Tudo o que fizemos, é pagamento por tudo o que os negros já deram a esse país".


Em seguida, Lula falou sobre a perseguição jurídica sofrida por conta da Operação Lava Jato. "Essa viagem me deixou feliz por poder olhar nos olhos do povo brasileiro e desafiar quem me persegue. Eu desafio esses juízes a encontrarem um real de coisa errada em contas minhas". O ex-presidente também mencionou a criminalização do PT: "Chamaram o PT de organização criminosa, mas nada provaram. O promotor que disse isso, no processo do triplex, nem apareceu nas audiências", reclamou Lula.

Para Lula, a Justiça e a mídia deveriam pedir desculpas a ele pelas mentiras inventadas. "Mas quem imagina o William Bonner falando no Jornal Nacional: "Lula, quero pedir desculpas porque mentimos muito sobre você", disse Lula, "Eles inventaram uma mentira e agora não conseguem mais sair dela - Moro, os promotores e a Polícia Federal, estão todos comprometidos com essa mentira".
Lula também passou uma mensagem de esperança aos eleitores: "Se eles pensam que é só tirar o Lula da jogada e está tudo certo, eles estão muito enganados. Já existem milhões que pensam como Lula", disse o ex-presidente.  Já existem milhões que pensam como Lula", disse; " Eles têm de saber que o Lula hoje representa uma ideia: a ideia de que o povo pode ,que o povo quer viver bem".

Eu aguento o que estão fazendo comigo, mas fico com pena do que eles estão fazendo com o povo brasileiro, disse Lula. "Vocês não podem perder a esperança. Nós provamos que esse país pode ser melhor. Eu não sei se eles querem proibir que eu seja candidato. Se eu for, é pra ganhar. É pra provar que um trabalhador governa melhor do que eles", disse o petista.


O ex-presidente reforçou o legado das gestões do partido e os avanços sociais: "Quando ganhei a eleição, disse: se ao fim do mandato, cada brasileiro puder tomar café, almoçar e jantar, terei cumprido a obra da minha vida". Para o ex-presidente, a elite brasileira não tem compromisso com a população do país: Essa gente não se preocupava com a educação porque mandava os filhos estudarem em Portugal, França, EUA... Prova disso é que até o início do século XX, metade da população brasileira era analfabeta", completou Lula.

Com informações do Brasil 247

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

SuperSportingBet

SuperSportingBet

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog