sábado, 30 de setembro de 2017

Ao todo foram nove prisões, três com mandado judicial e seis em flagrante. Operação aconteceu simultaneamente no Tocantins, Maranhão e Pará.

As Polícias Civis do Tocantins, Maranhão e Pará prenderam nove suspeitos de integrar uma quadrilha que sequestrava parentes de gerentes de banco em três estados. As prisões foram em Palmas e nas cidades de Zé Doca (MA) e Redenção (PA). A Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic) informou que está é a mesma quadrilha que sequestrou a família do gerente de um banco em Silvanópolis no dia 10 de julho.
As informações são de que três das prisões foram feitas com mandado emitido pela Justiça e as outras seis foram flagrantes. Cinco membros do bando estariam escondidos em uma casa em Zé Doca planejando o sequestro de um gerente de banco da cidade e, como foram encontradas armas no local, eles foram detidos em flagrante.
O mesmo aconteceu com uma mulher em Redenção, que guardava drogas em uma casa que foi alvo de busca e apreensão. Ela foi presa por tráfico.
Em Palmas, um homem de 45 anos foi preso. Também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão. Ele foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, outro suspeito que teve a prisão autorizada pela Justiça segue foragido.
A Deic informou ainda que três homens são investigados pela polícia por auxiliar nas operações da quadrilha, mas ainda não tiveram as prisões decretadas.

A modalidade de crime que o bando comete é conhecida como 'Sapatinho'. Nela, membros da quadrilha sequestram e mantêm em cativeiro familiares de funcionários de banco que tenham acesso aos cofres. Os parentes só são liberados após o trabalhador retirar uma quantia do cofre e entregar aos criminosos.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog