sábado, 9 de setembro de 2017


Por meio de programas e ações inclusivas, o Governo do Maranhão trabalha para garantir direitos iguais a todos, transformando a vida de milhares de pessoas. São iniciativas voltadas para pessoas com deficiência que permitem o acesso ao conhecimento, cultura e lazer, além de tratamento de saúde gratuito de referência.


O Travessia é um dos programas executados pela gestão estadual que facilitam o cotidiano de cadeirantes, portadores de deficiência visual e crianças com microcefalia. Está presente em todas as cidades da Região Metropolitana e em Imperatriz – que agrega Davinópolis e Senador La Rocque.

O serviço tem capacidade de atendimento para até mil viagens/mês, sendo executado em vans adaptadas, climatizadas e com capacidade para até três cadeirantes e seus acompanhantes.

No primeiro ano, o Travessia realizou mais de 5 mil atendimentos. De janeiro a julho deste ano, foram mais de 4,6 mil viagens e mais de 2,6 mil pessoas atendidas. Atualmente, são 227 cadastrados no programa.

“O programa gerou impacto positivo na vida destas pessoas, garantindo conforto, comodidade, segurança e dignidade”, avalia o presidente da Agência Estadual de Mobilidade de Urbana (MOB), Artur Cabral.

Valdilene Silva, 28 anos, mãe de Vítor Gustavo Silva, 11 anos, portador de paralisia cerebral, solicita os serviços do Travessia três vezes por semana. “Hoje consigo organizar meu dia com tranquilidade, realizar todas as tarefas domésticas até a hora que a van chega”.

“Não preciso acordar cedo como antes e passar a manhã na correria com medo de perder o atendimento médico”, conta Valdilene. “Muitas vezes ele teve que esperar todos serem atendidos por causa do atraso”, afirma.

Acolhimento



A Casa de Apoio Ninar oferece atendimento multiprofissional para crianças com microcefalia e outros problemas de neurodesenvolvimento, além de apoio às famílias. É um espaço de cuidado, tratamento e acolhida humanizada.

O local foi criado em junho deste ano para dar continuidade ao tratamento de pacientes do Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), anexo ao Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, em São Luís.

A Casa ainda oferece capacitação para profissionais, especialmente do interior do estado. Tanto a Casa de Apoio como o Centro de Referência são coordenados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).
Para Selene Cerqueira, a Casa Ninar representa esperança de dias melhores para o filho Thomas Victor, diagnosticado com microcefalia na maternidade. Ele frequenta o Ninar desde o primeiro mês de vida. “O Thomas faz reabilitação semanal e tem melhorado muito com o atendimento que o Estado tem oferecido”, diz.

Apoio aos surdos

No Maranhão, pessoas surdas podem solicitar apoio de intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras) da Central de Interpretação de Libras (CIL). A iniciativa é desenvolvida pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) em parceria com a Associação dos Surdos do Maranhão (Asma).

O serviço ajuda a reduzir as barreiras de comunicação enfrentadas por surdos em atividades corriqueiras, como uma consulta médica ou busca por um serviço público. Desde o início das atividades, a Central totaliza mais de 150 atendimentos.

“Estamos em processo crescimento das políticas públicas para pessoas com deficiência, a partir do compromisso do governador Flávio Dino e da adoção de vários serviços executados pelas secretarias e órgãos públicos”, declara a presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Beatriz Carvalho.

O surdo Carlos Waren, de 35 anos, já precisou dos serviços da CIL por seis vezes. “Sempre saio do atendimento com a garantia de que fui compreendido e a certeza que consegui resolver o que precisava”, afirma.
O agendamento pode ser feito por e-mail, SMS, Skype, Whatsapp, telefone e presencialmente na sede da CIL, localizada no Edifício Clodomir Millet, 1º andar, Calhau, em São Luís.

À Beira Mar

As praias da Ilha são o cenário do projeto Inclusive Praia, que oferece atividades de lazer, cultura e esporte para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. O serviço conta com cadeiras anfíbias (para uso na água), jogos adaptados, piscinas, brinquedos e áreas de vivência e socialização à beira mar.
O serviço, promovido pela MOB com patrocínio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, acontece sempre aos domingos, das 8h às 18 horas.

Brincadeira inclusiva

Antes um terreno baldio, a Praça da Lagoa se transformou em uma alternativa de diversão para crianças com deficiência, com brinquedos adaptados para cadeirantes.

O parquinho construído na praça possui, ainda, um rio de ‘faz de conta’ de piso emborrachado reciclado, escorregadores, passarelas, pranchas e demais acessórios.

Para os jovens, o espaço dispõe de bancos e mesas para piqueniques e mesas de ping-pong para lazer e esporte. Para os adultos e idosos, duas áreas de convívio, sendo uma próxima ao espaço infantil, possibilitando a interação entre as faixas etárias.

“O projeto foi pensado para agregar pessoas de todas as idades. Com essa ação do Governo do Estado, a área se tornou um complexo de convivência e interação social. É mais uma obra inclusiva que prioriza o bem-estar das pessoas”, diz o secretário de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto.

0 comentários:

Postar um comentário

Governo do Estado

Governo do Maranhão

Facebook

Nova Rádio Timbira

A Marca do Sucesso

A Marca do Sucesso

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog