segunda-feira, 21 de agosto de 2017



Com a construção de 12 escolas na Região Tocantina, 3.380 alunos serão beneficiados com espaços dignos para o aprendizado. Dando prosseguimento a um dos maiores programas de valorização da educação no Estado, o Governo está investindo nestas escolas R$ 8,3 milhões. Desse total, R$ 5,7 milhões são destinado a atividades de construção, e R$ 2,9 milhões em mais três que estão sendo reformadas em Grajaú, Amarante e Imperatriz.


Ao todo estão sendo beneficiados nove povoados e um bairro distribuídos em sete cidades, sendo um dos maiores investimentos em educação na história da região. As obras do Governo do Estado são executadas por meio de uma parceria entre as secretarias de Estado da Infraestrutura e da Educação.


A maior parte dos centros de ensino em construção está localizado em assentamentos e povoados. Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, o objetivo é garantir maior inclusão dos alunos da zona rural e evitar a evasão escolar causada pela distância. “São mais de 600 escolas que foram construídas ou reformadas pelo Governo Flávio Dino, em todas as regiões do Maranhão fazendo com que os investimentos e os benefícios cheguem em todos os cantos do estado, trazendo mais justiça social, oportunidades e dignidade ao reservar um futuro melhor aos nossos jovens”, ressaltou Clayton Noleto.

Foram beneficiados os municípios de Estreito, no assentamento Corjan; Senador La Rocque, no Povoado Barreira do Pau D'arco; Riachão, nos povoados Bacaba, Campina e Capão Solteiro; Bom Jesus das Selvas, na Comunidade Nova Vida e povoado Chapéu; Formosa da Serra Negra, nos povoados Pedra Furada e Riachão e São Pedro da Água Branca, no bairro São José.

Temos como alvo recuperar toda a rede física escolar do Estado, dentro do Programa Escola Digna, que pressupõe, também, a construção de escolas, algumas em colaboração com os municípios. Na rede estadual já foram mais de 620 escolas que receberam algum tipo de intervenção. Isso será um processo contínuo até o final do mandato do governador Flávio Dino”, disse o secretário estadual da Educação, Felipe Camarão.


Sonho

A diretora do Centro de Ensino Senador La Roque de São Pedro da Água Branca, Maria Luzia Almeida, conta que a construção atende a um sonho de 20 anos dos moradores da cidade. “Há mais de 20 anos a gente esperava pela construção desta escola porque a gente funciona em prédios emprestados e precisamos de um espaço nosso, para possibilitar um ensino digno. E a gente está vendo este sonho tomando forma, sendo realizado”, acrescentou.


Em Barra do Corda, há a construção da primeira Unidade de Ensino Integral da região. São oito blocos, compostos por biblioteca, laboratórios de Química e Informática, banheiros, quadra poliesportiva coberta, auditório, refeitório, grêmio estudantil, setor administrativo, área de serviço, 12 salas de aula e uma de professores. Além disso, os Centros de Ensino Francisco Alves II, em Davinópolis; Nicolau Dino, em Grajaú e Nova Vitória, em Imperatriz, passam por reformas estruturantes, que são praticamente reconstruções.


João Vitor Amorim estuda no Centro de Ensino Vespasiano Ramos, uma das unidades de Imperatriz reformadas e conta como era e como ficou a escola depois dos reparos. “As salas eram escuras e muito quente. Ficavam vários alunos amontoados próximo aos ventiladores. Agora a gente tem uma escola limpa, bonita, iluminada e climatizada. É até difícil comparar porque ficou incrivelmente melhor. Temos o mesmo nível de conforto nas salas de aulas das escolas particulares”, afirmou.


Escolas concluídas

Vale destacar os investimentos já concluídos em reforma e construção de colégios na região. Para se ter ideia, foram três unidades de ensino reformadas em Buriticupu, uma em Grajaú, duas em Açailândia, duas em Balsas, uma em Carolina. Já Imperatriz e João Lisboa receberam duas reformas e uma construção em cada uma das cidades.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

SuperSportingBet

SuperSportingBet

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog