sexta-feira, 12 de maio de 2017




Jovens egressos da rede pública de todas as regiões do Maranhão, com idade mínima de 18 anos e máxima de 24 anos, já podem se inscrever para a terceira edição do programa de intercâmbio internacional do Governo do Estado “Cidadão do Mundo”. Na edição 2017 estão sendo ofertadas 80 vagas. O edital do programa, com todas as regras para participação, foi lançado na noite de quarta-feira (10) pelo secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Jhonatan Almada, em evento realizado no auditório da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (Uemasul), em Imperatriz. As inscrições devem ser feitas no site da secretaria – www.secti.ma.gov.br - até o dia 11 de junho.

O Cidadão do Mundo é coordenado pela Secti com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico do Maranhão (Fapema). Os candidatos aprovados farão jus a uma bolsa de estudo no valor de R$ 4.500,00, seguro de saúde durante todo o período em que estiverem residindo no país de destino, passagens e acomodação em casa de família residente na localidade definida para o intercambista, com sistema de pensão completo (café da manhã, almoço e jantar). 

“Com esse edital da terceira edição do Cidadão do Mundo nós caminhamos para uma nova etapa, que é de institucionalização mais permanente do programa como uma política de estado do Governo do Maranhão. Estamos muito felizes por hoje, em Imperatriz, lançarmos esse edital com o objetivo de oportunizar para um maior número possível de jovens maranhenses a chance de realizar um intercâmbio internacional”, disse Jhonatan Almada. 

Ao falar sobre o grande número de pessoas presentes no lançamento, o secretário disse que o governo Flávio Dino ganha cada vez mais a confiança das pessoas, sobretudo porque apresenta resultados concretos. “Não são promessas! Temos um programa que já está na terceira edição. Nós temos resultados para apresentar e é isso que estamos fazendo aqui: lançando uma nova edição e apresentando os resultados das anteriores, inclusive com testemunho de nossos intercambistas”, observou secretário.

Durante o lançamento, jovens que participaram das duas outras edições e que já retornaram ao Brasil depois de três meses estudando outra língua no exterior falaram da importância e do impacto do programa em suas vidas. Foi o caso do estudante Saulo Guilherme Rodrigues Alves, que foi para o Canadá com todas as despesas pagas pelo governo. O seu depoimento incentivou os jovens presentes a se inscreverem no programa. 

“Estamos aqui e nos sentimos instigado a participar dessa iniciativa que é uma experiência única para todos os que forem selecionados. Passar três meses em outro pais com certeza impacta de forma positiva nossas vidas”, disse Gabriel Santos, acadêmico do segundo período de Engenharia Floresta da Uemasul. 

A reitora da Uemasul, Elizabeth Nunes Fernandes, disse que o lançamento foi um momento importante por mostrar à comunidade de Imperatriz como o programa funciona e tirar as dúvidas dos alunos de como participar do mesmo. “Nós temos uma assessoria de assuntos internacionais que, junto com a Fabiana Moura, que coordena o programa Cidadão do Mundo, está empenhada e, dessa forma, esperamos ter um grande número de estudantes da região participando do programa”, disse. MAIS OPORTUNIDADE Para garantir mais oportunidades aos estudantes do interior do Estado e tornar o processo seletivo mais igualitário, o edital 2017 traz algumas mudanças em relação ao do ano passado. Este ano o processo seletivo terá apenas uma etapa, que é a de verificação dos requisitos constantes no edital, e um critério de seleção, que é a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de qualquer edição.

O curso de imersão e o teste final, etapas realizadas nas edições anteriores, foram eliminados por representarem entrave para a participação dos estudantes do interior que tinham que vir para São Luís participar das duas fases de seleção. O deslocamento gerava custo para as famílias que, na maioria das vezes, não tinham como bancar as despesas.

“O trabalho que a gente vem fazendo vem sendo aperfeiçoado a cada edição. Nessa terceira edição não faremos mais teste, nem curso de imersão. Na realidade, vai ser oferecido aos estudantes selecionados que eles façam um teste on-line na nossa plataforma de curso”, contou Fabiana Moura. 

Outra mudança do edital deste ano, segundo explicou Fabiana Moura, é que só podem concorrer às vagas estudantes que nunca viajaram para fora do país. “Nós identificamos em outras edições que alguns candidatos já haviam tido oportunidade de sair do país, ou por conta própria ou por meio de programas do Governo Federal. A intenção do programa do Governo do Maranhão é dar oportunidade para quem ainda não teve chance de realizar um intercâmbio”, disse a coordenadora. 

Inscrição

No momento da inscrição, juntamente com seus dados, o candidato deverá informar o idioma pretendido (inglês, francês ou espanhol), dentre as opções constantes no edital. O candidato deverá preencher corretamente o formulário de inscrição, no prazo estabelecido, e realizar a digitalização e inclusão na plataforma on-line dos documentos que comprovem atendimento às exigências da chamada pública. 

Os documentos que comprovam que o candidato atende aos pré-requisitos são os seguintes: cópia do RG/CPF; cópia do certificado de conclusão do ensino médio na rede pública de ensino ou em instituições de ensino vinculadas a entidades paraestatais ou a fundações sem fins lucrativos; cópia do comprovante de resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); cópia do comprovante de matrícula em instituição de ensino superior no Maranhão em 2017; cópia do histórico escolar do ano de 2016; cópia do título de eleitor e declaração da Justiça Eleitoral de que está quite com as obrigações eleitorais; cópia de documento que comprove quitação com o serviço militar obrigatório, para os requerentes do sexo masculino.

Caso o candidato não atenda a qualquer um dos pré-requisitos ou não preencha corretamente o formulário de inscrição ou ainda deixe de apresentar qualquer um dos documentos exigidos, não estará habilitado a concorrer ao intercâmbio objeto do edital. Todas as informações fornecidas serão consultadas. Em caso de informação falsa, segundo informou a coordenadora do programa, Fabiana Moura, ocorrerá eliminação imediata do candidato.

0 comentários:

Postar um comentário

Governo do Estado

Governo do Maranhão

Facebook

Nova Rádio Timbira

A Marca do Sucesso

A Marca do Sucesso

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog