domingo, 16 de abril de 2017
Uma cena inesperada foi vista por pacientes, acompanhantes e profissionais do Hospital Macrorregional Tomás Martins, em Santa Inês. A lavradora Rosileude da Costa, de 33 anos, se casou, no início de abril, com o operador de máquinas Luís Brandão, de 61 anos, que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. A unidade de saúde integra a rede hospitalar do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES).



Casamento aconteceu na UTI do
Hospital Macrorregional de Santa Inês.
(Foto: Divulgação)

Levado às pressas para a unidade na segunda-feira (3), após passar mal por complicações de uma úlcera no duodeno, Brandão convenceu Rosileude a realizar a cerimônia dentro da UTI para onde foi levado pela equipe médica em razão do quadro que apresentava. O casal vive em Santa Inês e estava em união estável desde 2008. A cerimônia foi realizada na terça-feira (4).


“Depois da internação ele me disse que queria se casar logo, porque estava preocupado com a saúde e com o futuro da nossa filha. Então, conversei com a assistente social, que nos ajudou a fazer tudo isso acontecer”, contou a lavradora, mãe de uma menina de quatro anos que teve com Brandão. “Eu falei pra ele que Deus não ia deixar ele morrer antes de nos casarmos. Estou muito feliz porque já posso dizer que tenho o nome dele no papel”, comemorou.


A cerimônia contou com a presença de funcionários do cartório da cidade, testemunhas dos noivos e profissionais do hospital, além de pacientes e acompanhantes. “Gostei muito do atendimento e da atenção que recebemos aqui. A equipe nos ajudou a tornar realidade o nosso sonho”, afirmou Rosileude da Costa.


Para a diretora administrativa da unidade, Thayse Lima, é importante saber que os profissionais envolvidos nesse caso ajudaram não apenas no tratamento médico do paciente. “Ao contribuir para que o casal oficializasse essa relação, conseguimos satisfazer uma necessidade dele que era mental e espiritual. Isso auxilia, também, na recuperação física”, explicou.


A expectativa de Thayse se confirmou na quinta-feira (6). O operador de máquinas recebeu alta da UTI e foi transferido para o setor de Clínica Médica após apresentar melhora na saúde. Durante os três dias em que permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva, ele fez endoscopia e recebeu medicações para interromper o sangramento provocado pela úlcera.


“Posso dizer que ter me casado aqui contribuiu muito com a minha recuperação. Reconheço que esse amor da parte da minha esposa me ajudou e nós só temos a agradecer a todos do hospital por terem feito tudo isso dar certo”, contou Luís Brandão.


Unidade hospitalar


O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), entregou o novo Hospital Macrorregional Tomás Martins em agosto de 2016. A unidade é referência para as regiões de Santa Inês, Zé Doca e Pindaré, com atendimentos hospitalares nas áreas clínica, ambulatorial, UTIs adulto e infantil e cirúrgica.


O Hospital Macrorregional Tomás Martins possui leitos regulados na área clínica – médica e pediátrica –, cirurgia geral e ortopédica, Unidade de Terapia Intensiva. Para a parte ambulatorial, a unidade conta com cardiologia, gastroenterologia, neurologia, enfermagem, pediatria, ortopedia, nefrologia, fisioterapia, serviço social e psicologia, entre outros serviços.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Twitter

A Marca do Sucesso

A Marca do Sucesso
JB Empreendimentos

Rádio do seu Coração

Arquivo do Blog do Weba