sábado, 15 de abril de 2017


Durante dois dias, as ruas e avenidas do Anjo da Guarda, em São Luís, foram palco do maior espetáculo ao ar livre do estado: a Via Sacra. Organizado pelo Grupo Independente de Teatro Amador (Grita) e apoiada por meio da lei de incentivo à cultura, pelo Governo do Maranhão, o percurso até a cruz e a ressurreição, eternizados na Bíblia, é encenado no local há 36 anos e levou uma verdadeira multidão para acompanhar de perto a encenação da via-crúcis de Jesus Cristo. 

“O incentivo dos Governos estadual e municipal são importantes para a cultura e a Via Sacra do Anjo da Guarda é cultura. A lei estadual de incentivo à cultura só veio para colaborar ainda mais com a o brilho desse grande momento porque era isso que faltava para nossas manifestações culturais, era o reconhecimento e a parceria. Somos gratos pela participação do Governo Estado e esperamos que isso se repita cada vez mais”, explicou Carl Pinheiro, secretário do Grupo Grita e diretor de caracterização da Via Sacra. 


Em 2017, o espetáculo teve como tema ‘Quebra as correntes e desbrava-te’, título baseado e contextualizado através do Mito da Caverna, do filósofo Grego Platão, distribuído em cinco pontos principais, o percurso de dois quilômetros surpreendeu fieis e moradores do Anjo da Guarda. “Acompanho a realização da via sacra deste que as ruas por onde passavam eram de chão de terra batida, mas estou surpreso com a produção e a segurança deste ano. Como morador do Anjo da Guarda, fico cheio de alegria em ver a grandeza que esse espetáculo se tornou”, contou o aposentado Anastácio Coelho enquanto esperava a cena da santa ceia, realizada no palco mais moderno da apresentação. 

Para José Leitão Junior, morador da Cohab que levou a esposa Erika e os filhos, para acompanhar a apresentação encenado pelo Grupo Grita, além de mostrar para as crianças de 4 e 2 anos toda a importância de conhecer a história de Jesus, o que mais lhe agradou foi o esquema de segurança montado pela Polícia Militar, Policia Civil e Corpo de Bombeiros. “Trazer meus filhos para assistirem ao espetáculo e começarem a entender a importância de Jesus em nossas vidas só foi possível porque sabia que iria encontrar um local seguro para nossa família. As polícias e os organizadores do espetáculo acertaram muito fazendo isso”, contou o auxiliar de montagem. 

O coronel, Eduardo Simplício, comandante do CPAM 3, responsável pelo esquema de segurança durante os dois dias de evento, destacou o saldo positivo. “Foram 350 policias trabalhando deste a chegada do público até a dispersão, realizando rondas a pé, de moto, a cavalo e nas viaturas, tudo para garantir que os fiéis pudessem participar desta grande apresentação sem nenhum problema. Os dois dias foram de extrema tranquilidade”, contou o Comandante. 

O Espetáculo 

Para esta edição a Via Sacra teve mais de 700 pessoas atuando. Foram 170 caracterizadas de povo, 100 soldados romanos, 180 anjinhos que formam um belíssimo balé, 14 centuriões, 11 carrascos e 115 no corpo de baile, entre outros. 

Lewdson Clay, diretor de cena da Via Sacra, conta a importância do teatro para a população do Anjo da Guarda. “Antes de chegar à diretoria de cena, eu já vinha participando diretamente da Via Sacra há 10, mas por ser morador da comunidade, desde pequeno que sou envolvido com esta realização. É uma alegria muito grande porque a Via Sacra proporciona para jovens como eu a oportunidade de viverem de arte, de se profissionalizar no teatro e de ir além”, conta.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog