terça-feira, 28 de março de 2017
Aluna comemora Escola Digna

Três novas escolas entregues e centenas de vidas sendo mudadas. Este é o saldo conquistado na manhã desta segunda-feira (27), no município de Santa Filomena, região Central do Estado. O governador Flávio Dino esteve em três povoados da cidade, entregando escolas novas em substituição a espaço que funcionavam precariamente, sem garantir qualquer condição de aprendizado a crianças e adolescentes. Foi mais uma ação do programa ‘Escola Digna’, implementado pela atual gestão do Governo Estado, que está transformando a política em educação que vigorou por décadas no Maranhão.

Foram entregues à população escolas nos povoados de Ingarana, Bié II e Nazaré, que beneficiarão, no total, mais de 300 estudantes. Estas são mais três das 100 escolas novas, em substituição a escolas de taipas e sem infraestrutura, que estão sendo entregues nesta rodada pelo Governo do estado. Até o fim do ano, serão 200 novas unidades e, até 2018, 300. Número expressivo, só não mais do que a transformação que realiza na vida da comunidade onde cada uma dessas escolas é instalada.

Contraste das escolas herdadas e construídas por Flávio Dino

O governador Flávio Dino conta que a diferença é sentida pelos alunos, mas é uma reação em cadeia, que começa lá do professor e da professora, passando por cada um dos que integram a comunidade escolar. “Sou professor e sei que é muito importante transmitir conhecimento aos alunos, mas, acima de tudo, é muito importante transmitir esperança e fé. E quando o professor está desanimado, a professora não está acreditando no seu próprio trabalho, é claro que a qualidade do ensino e a qualidade de aprendizagem dos alunos não é a mesma. Então, esse programa tem essa virtude também, de animar os professores e professoras, de saber que nós consideramos esse trabalho fundamental para que haja uma sociedade mais justa, mais igual e mais fraterna”, destacou Flávio Dino.

Santa Filomena está inserida no ‘Plano Mais IDH’, programa que visa melhorar os indicadores sociais em 30 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano no Estado. Segundo o secretário de Estado de Educação, a escolha das três escolas na cidade obedece a critérios técnicos, que incluem as escolas em condições mais deterioradas.

Novas escolas

No povoado Ingarana, são 32 alunos matriculados na Escola Municipal Tonielton da Silva Barbosa que serão beneficiados com o novo prédio escolar. A nova estrutura contém banheiros com acessibilidade, duas salas de aulas, refeitório e carteiras novas, com investimento de mais de R$ 388 mil do Governo do Estado. A nova escola foi comemorada pelo pequeno Guilherme Santos, de 10 anos, que mora no assentamento Grota do Laje, e contou como era o espaço em que estudava antes, onde todos os alunos se dividam numa escola de 18m²: “O quadro era pro lado, as mesas eram quebradas, chegou a cair uma parte da escola. O telhado estava quebrado, e quando chovia molhava. Para dividir a sala, botavam um pano no meio e botavam os meninos grandes de um lado e os pequenos do outro. O banheiro lá também era todo acabado e era do lado de fora, era de palha, com uma ‘cintina’”, relatou, Guilherme, que agora terá uma escola bem diferente para estudar.

Edson Neto, do povoado de Bié II, comemorou duas vezes a chegada da nova estrutura da Escola Municipal Perolina de Oliveira Bandeira. Isto porque Edson, além de gestor da escola, tem dois filhos estudando no lugar. E a história dele com a escola começou muito antes. Edson trabalhou com pedreiro na unidade onde hoje vai ser gestor. Segundo ele, crianças do maternal ao 5º ano estudavam numa única sala, com dois professores, o que comprometia o ensino e aprendizado dos pequenos. A realidade será bem diferente a partir de agora: “É uma grande iniciativa do Governo Flávio Dino. Acho que para nós, aqui da comunidade, estamos de parabéns porque é um privilégio muito grande receber uma escola de alto nível, ainda mais para nós que tínhamos uma sala de aula ruim e, de uma hora para outra, temos uma escola bem estruturada, com tudo novo. É um incentivo para as nossas crianças. Sei que de agora para frente as coisas vão melhorar bastante”.

Em Bié II, o novo prédio conta com 30 alunos matriculados, tem duas salas de aula, entre outros espaços, e foi construído pelo Governo do Maranhão, com investimento de mais de R$ 388 mil.

Já em Nazaré, o Governo do Maranhão, em parceria com a Paraíba Gás Natural, construiu um prédio escolar de seis salas de aula para atender a demanda de 250 estudantes matriculados na Escola Orácio Eliotério Eduardo. O prédio tem capacidade para atender cerca de 150 alunos por turno e recebeu investimento de mais de R$ 700 mil.

Francisca Érika mora bem em frente à Orácio Eliotério Eduardo e pôde fiscalizar de perto cada tijolo colado para a construção do prédio onde sua filha começará a estudar. Para ela, a filha está tendo uma oportunidade, que ela própria não teve. “É uma escola com qualidade, banheiros bem equipados, as salas bem diferentes, as cadeiras são confortáveis. A criança quando vê uma escola mais bonita e bem desenvolvida tem mais interesse de estudar. A minha filha vai poder aprender mais coisas e mais na frente vai estar preparada, já que na minha época, a realidade da escola era outra. É a primeira vez que eu vejo uma ação do Governo aqui no nosso povoado”, descreveu a mãe.

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

Facebook

A Marca do Sucesso

A Marca do Sucesso

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog