domingo, 8 de janeiro de 2017



Quatro detentos foram mortos em nova rebelião em presídios de Manaus, neste domingo. A rebelião ocorreu nesta madrugada na Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, para onde detentos haviam sido transferidos após o massacre no Complexo Penitenciária Anísio Jobim (Compaj) em que 56 presos foram assassinados. Com o número, sobe para 60 o número de mortes em rebeliões no sistema carcerário do Amazonas este ano.

O secretário de Administração Penitenciária do Amazonas (Seap), Pedro Florêncio, confirmou os números e disse que, do total de mortos desta madrugada, três foram decapitados.

- O IML fez a remoção de quatro corpos de dentro da cadeia. Três deles foram decapitados - disse Florêncio.

Ele afirma ainda que não sabe o que levou à rebelião dos detentos:

- A gente ainda está apurando tudo o que aconteceu.

Na sexta-feira, houve tumulto no local. Os internos reclamaram da estrutura, que abriga mais de 200 presos na capela e na enfermaria da unidade prisional.

A cadeia, que tem mais de 100 anos, estava desativada desde outubro do ano passado por recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por falta de condições para receber os presos. A reaberta na segunda-feira para a acomodação de detentos ameaçados de morte pela facção Família do Norte (FDN). A medida foi adotada de modo emergencial.



Fonte: O Globo.

0 comentários:

Postar um comentário

Governo do Estado

Governo do Maranhão

Facebook

Nova Rádio Timbira

A Marca do Sucesso

A Marca do Sucesso

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog