domingo, 22 de janeiro de 2017

Governador do Pará, Simão Jatene, se reuniu com a cúpula da segurança pública e determinou a apuração rigorosa dos crimes

Polícia do estado do Pará
Uma onda de violência deixou em pânico moradores de Belém. Nas últimas 24 horas, 24 pessoas foram executadas. O governo suspeita que os crimes sejam vingança pela morte de um policial militar.

A movimentação no Instituto Médico Legal de Belém indicava o tamanho da violência. Vinte e quatro assassinatos na Região Metropolitana entre sexta (20) e sábado (21).

Uma mãe contou que o filho foi morto em um bar, onde outras quatro pessoas também foram baleadas. “Quando eles subiram no carro pra ir embora e viram que ele estava agonizando, o outro falou desce que ele tá vivo, desceu e deu mais oito tiros nele”, diz.

O governador do Pará, Simão Jatene (PSDB), se reuniu com a cúpula da segurança pública e determinou a apuração rigorosa dos crimes. A polícia informou que as mortes têm características de execução e que podem estar relacionadas com o assassinato de um soldado da Ronda Tática Metropolitana.

O policial militar Rafael da Silva Costa foi morto na sexta-feira (20) com um tiro na cabeça durante uma perseguição a bandidos. Um suspeito foi morto e outro está foragido.

A Secretaria de Segurança Pública do Pará entrou em contato com o Ministério da Justiça e analisa a possibilidade de uma ação conjunta para investigar as execuções. E até agora ninguém foi preso.


Com informações da TV Liberal, afiliada Rede Globo

0 comentários:

Postar um comentário

Nova Rádio Timbira

SuperSportingBet

SuperSportingBet

Facebook

Rádio do seu Coração

Arquivo do blog